DISSIDENTE-X

EDUCAÇÃO EM PORTUGAL. Como se faz uma coisa e o seu contrário…

leave a comment »

Em Portugal estamos numa marcha para o infinito e mais além. Mas vejamos todos os lados da questão…

Coloquemo-nos num lado da questão. De um lado da questão, verificamos que:

  1. estamos num país que tem uma economia incapaz de criar mais emprego sustentável, do que emprego que se perde;
  2. porque na grande globalização mundial foi destinado ao nosso país esse papel de actor secundário;
  3. paralelamente… é sistematicamente incentivado a que as pessoas estudem;
  4. terminem o ensino secundário … para não termos as maiores taxas de abandono escolar;
  5. e posteriormente se licenciem; seja lá no que for que se licenciem.

É uma forma de enganar as pessoas prometendo-lhes uma miragem – terás melhores hipóteses de arranjar emprego se te licenciares.

Num outro lado da questão,existe um:

  1. sistemático, consistente, regular discurso anti licenciados;
  2. os licenciados são apresentados como sendo os únicos culpados de não arranjar emprego;
  3. os licenciados é que tem que resolver os seus problemas de emprego derivados de “quererem ser doutores”;
  4. a culpa de não arranjarem emprego é sempre exclusivamente deles;
  5. o governo não tem obrigação de arranjar empregos para licenciados;
  6. o governo apenas existe para governar, não para resolver problemas; coisas diferentes…
  7. os licenciados são sistematicamente discriminados nas ofertas de emprego, precisamente porque são …… licenciados.

Isso implica, teoricamente e a priori que terá que lhes pagar mais ordenado.
Ora tal não pode ser.
Esta dualidade da mensagem é criminosa.
Mais a mais numa sociedade completamente decadente, moralmente falida e sem qualquer ideia cívica minimamente estruturada, consistente e lógica.
Logo temos que:
—- de um lado incentiva-se as pessoas a estudarem porque isso lhes garantirá emprego na área em que estudaram – mentira.
—- do outro pratica-se uma política de estigmatização dos licenciados, quase que fazendo deles criminosos porque, coitados, limitam-se a existir (mas quem os manda existir;não podem morrer e desamparar a loja?)
Existem e não arranjam empregos nas áreas para as quais andaram a ser incentivados pelo País e pela sociedade – a vida toda – para se tornarem: licenciados.

Qual é a credibilidade de um país que tem responsáveis políticos (não só os deste governo, note-se…) a incentivar as pessoas a estudar e depois esse mesmo país quase que criminaliza quem estudou e se licenciou?

ESCOLA1

Resta tirar-se algumas conclusões acerca de como “quase todos nós” andamos a ser enganados.

Esta política é idêntica a querer ter o bolo na mão e comê-lo ao mesmo tempo.

Seguindo esta mesma lógica, qual é verdadeiramente o interesse em fazer alunos chegar ao 12º ano se depois, apenas lhes restam duas saídas:.

  1. Ser licenciados e esperar 3 ou 4 anos até serem promovidos a desempregados na área de estudos que escolheram; ou alternativamente, a viverem no magnifico mundo dos recibos verdes ou dos contratos a prazo…
  2. Ou são já desempregados mal terminam o 12º ano e apenas conseguem ser agraciados com empregos sub remunerados ao nível do passar fome e ter que depender dos pais – da família.

Lança-se duas hipóteses de trabalho trabalho analítico para cima da mesa.
Isto é uma questão de estilo, estética e Fashion.
Um desempregado com o 12º ano deve parecer melhor nas estatísticas de desemprego, do que um desempregado com o 9º ano de escolaridade. Ou um licenciado.
Mas aqui surge a surpresa.
Um terceiro lado da questão. (A surpresa pela qual ninguém esperava…)

Chego ali ao vizinho do lado e deparo-me com isto:

AVALIAÇÃO2008

 

Este simples, fácil de entender, BARATO e que se executa em meia hora; esquema de avaliação dispensa palavras.

Carregar na imagem…

Anúncios

Written by dissidentex

23/02/2008 às 11:43

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: