DISSIDENTE-X

IPHONE 3G DA APPLE

leave a comment »

A APPLE, uma empresa que sempre foi conhecida por conseguir criar um “barulho publicitário” enorme em relação aos seus produtos, em que muitas vezes são apenas produtos de tipo “a montanha pariu um rato”, fez mais uma vez o mesmo relativamente ao IPHONE, uma espécie de novo telemóvel, mas com mais umas trezentas novas funcionalidades e conceitos de WEB 2.0 nele integrados.

No dia 11 de Julho de 2008, após a criação de enormes expectativas relativamente ao produto, um país em crise, aguardou, após já ter esperado vários meses e ter continuado a ser aumentada a sua expectativa, pela ligação e activação do produto À APPLE.

O produto custa 599 euros.

Algumas notas.

– O serviço de activação do mesmo falhou na origem, na APPLE. O mau jornalismo português simbolizado pelo Jornal Público dedica imensa atenção a este assunto, querendo parecer convencer-nos que isto é que é jornalismo e que isto tem algum interesse como notícia.

– A lógica da APPLE é a mesma da lógica do carro eléctrico Nissan-Renault de Sócrates. Os primeiros consumidores a entrar na compra do produto/serviço são aqueles que pagam o custo de investigação e desenvolvimento do produto e pagam os erros – os primeiros erros – que qualquer empresa comete ao lançar um produto novo.

– Precisamente pelo facto de existirem (sempre ) os primeiros erros conjugados com os custos de investigação e desenvolvimento, o produto quando sai de fábrica, construído em economia de escala deveria ser mais barato, deveria ser muito barato. Não o é, precisamente porque é necessário “amortizar” aqueles erros e custos iniciais bem como investigação e ainda aplicar uma margem de lucro sobre esses erros e sobre a investigação e desenvolvimento.

– O consumidor português ou o outro consumidor de um país onde seja lançado um produto destas características irá pagá-lo mais caro, em várias vertentes: erros + investigação + a taxa de o lucro aplicada pela empresa sobre estes defeitos estruturais do produto + o marketing e publicidade necessários para ocultar estas realidades anteriores, o que origina 599 euros e consumidores apenas muito satisfeitos porque pagaram uma quantidade enorme de dinheiro por um produto com esta lógica a ele aplicada.

– É especulativamente possível pensar que os problemas na origem para activar o produto são propositados: apenas visam criar a ansiedade no consumidor. Que não pode reclamar recusando o produto porque já o comprou e porque não existe alternativa dentro do mesmo género. Logo para quê investir em melhores servidores para proceder à activação?

No meio disto tudo temos o paroquialismo dos portugueses que, ficam cheios de peneiras e vaidade por fazerem parte de um grupo de 22 países ao qual a APPLE fez o amável favor de começar a vender o Iphone.

Não conseguem sequer perceber que isto não significa nada; antes estão a pagar um preço de custo alto por um produto que não é de primeira necessidade, num país pobre – embora onde não existem todos o membros da população em estado de pobreza.

O jornal Público, para supostamente criar audiências ou motivar “audiências tecnológicas” eleva o assunto quase à categoria de assunto de estado.

Só faltou um editorial exigindo medidas de apoio psicológico às famílias que ficaram devastadas e com profundos traumas psicológicos por não conseguírem activar um brinquedo de 599 euros.

Que os batalhões de psicólogos, sociólogos e demais ornitólogos se apresentem ao serviço, se fazem favor.

Temos no entanto uma nova oportunidade de negócio à vista. Uma nova oportunidade de criar um “cluster de empreendedorismo”. Cursos profissionais de 3 anos de duração, com possível mestrado posterior, para ensinar a superar o trauma de se ter adquirido um Iphone da APPLE e não se ter conseguído activá-lo.

Se já existem cursos do Instituto do emprego em formação profissional para jogadores de futebol, porque não cursos de 3 anos de superação do trauma psicológico por não se conseguir activar um Iphone 3g?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: