DISSIDENTE-X

HOSPITAL DE GAIA – PORTÁTEIS – DOENÇAS VIRTUAIS.

leave a comment »

Esta é uma curiosa notícia do JN de 10 de Julho de 2008, (ligação alternativa: esta dos bombeiros portugueses, texto completo) acerca da “virtualização”, da sociedade virtual num ( para mim ) dos seus piores exemplos, e como nos querem convencer que isto é muito bom e o “futuro”.

Parte do texto em baixo.

Familiares e amigos já podem visitar as crianças internadas no serviço de Pediatria e os doentes internados na unidade de convalescença do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho sem sair de casa. O hospital entra na era digital.

Os computadores portáteis (33) e o acesso de banda larga à Internet foram oferecidos, ontem, pela PT, através da TMN. Agora, os mais novos (Pediatria) e os mais velhos (Unidade de Convalescença) poderão usufruir das potencialidades do mundo informático. A videoconferência e o msn serão instrumentos úteis para contactar quem está longe. Os portáteis servirão, ainda, para atenuar o sacrifício de quem está internado.

“Queremos que o período aqui passado seja o mais agradável possível”, sustentou João Ferreira, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar. O responsável justificou a entrega dos computadores à Pediatria e aos Cuidados Continuados com o valor simbólico do acto.

É uma forma de unir os mais novos com os mais velhos, “dois extremos etários com necessidades próprias”, explicou. A ambição é ter mais computadores. Um por doente, se fosse possível. Zeinal Bava, presidente executivo da PT, admitiu que poderá haver mais ofertas para a unidade gaiense. Até porque, sintetizou, a responsabilidade social “está no ADN” do grupo. “Este é um contributo simbólico”, sublinhou.

O sistema de contacto por videoconferência foi testado, ontem mesmo, com ligações à Pediatria, nas instalações junto ao Monte da Virgem, e à Unidade de Convalescença, em Espinho. A experiência resultou. A ligação – voz e imagem – funcionou em condições.

“Isto vai trazer mais conforto às pessoas que tratamos”, reiterou, satisfeito, João Ferreira. Além das visitas virtuais, será possível combater a solidão dos mais velhos e ajudar os mais novos a passar o tempo e a aprender, com conteúdos didácticos. Garantia dos responsáveis: a utilização da internet, por parte das crianças, será sempre acompanhada.

Algumas notas:

– Sobre o facto da PT estar declaradamente a barrar o caminho à concorrência oferecendo os sistemas de acesso á Internet em portáteis da PT criando um falso monopólio natural, e tudo passar ao lado das autoridades da concorrência como se nada fosse.

– Sobre o facto de isto constituir uma maneira de afastar a presença física dos familiares dos doentes do hospital, criando uma ” visão à “distância” doença, como se a doença fosse “asséptica e limpa” e todo este “distanciamento” da realidade ser considerado como bom, quando não é.

– Sobre o facto de isto ser confundido com terapia e cuidados médicos reais, coisa que não é.

A dada altura no artigo “CENÁRIOS E TENDÊNCIAS E TENDÊNCIAS PARA OS PRÓXIMOS 20 ANOS – 4 , está lá escrito o seguinte:

“…Isolamento social da vida real na rua. Choques psicológicos entre camadas da população confrontadas com a “rua” vs mundo virtual do enxame. Mundo observado por meio de aparelhos electrónicos e ideias electrónicas.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: