DISSIDENTE-X

RELATÓRIO MINORITÁRIO FISCAL

leave a comment »

Post muito bom do Blog Contra factos e Pedro Fonseca.

O actual partido socialista, que se diz de esquerda mas não é, decidiu fazer avançar a sociedade mais um passo no sentido do totalitarismo mais abjecto e dos controlos subtis totalitários, implementando uma técnica de condicionamento e ataque à liberdade, baseada na má fé completa e na PRÉ IDEIA de que alguém é criminoso antes de ter cometido qualquer crime.

A ideia demencial ?!?! é criar uma base de dados de contribuintes fiscais que podem ser considerados previamente como infractores – ainda antes de terem cometido qualquer tipo de crime ou sequer virem a cometer.

A expressão relatório minoritário é relativa ao livro de Phillip K. Dick, escritor de ficção cientifica, em que, numa sociedade futurista, quem pensava em cometer um crime, ( mas nunca o pudesse ou quisesse vir a cometer por exemplo) seria preso apenas e só por o pensar em cometer.

Isto é uma tendência perigosa e absolutamente irresponsável da parte deste gang de doidos varridos que compõe o actual governo.

Apenas demonstram uma de duas coisas: ou agem mesmo e sempre de má fé, ou são completamente ignorantes acerca do que andam a fazer enquanto governo. Suspeito que são as duas coisas misturadas.

Amanhã ou para a semana teremos uma base de dados de potenciais condutores que serão previamente identificados como sendo potenciais participantes em choques automobilísticos.

Daqui a um mês teremos uma base de dados listando potenciais pessoas com tendências anti sociais porque escutam músicas “não de acordo” com os padrões do que deve ser escutado.

Daqui a dois meses teremos uma base de dados listando potenciais pessoas que possam ser criadores de dívidas – criminosos – ao comprarem bens de consumo, mesmo que nunca tenham feito qualquer dívida.

O potencial disto para condicionar cidadãos e encetar perseguições políticas ou perseguições de gostos individuais com base nas ideias de cada pessoa é imenso – usando-se argumentos económicos para o fazer.

Continue-se a deixar esta gente desprezível à solta sem quaisquer protestos e oposição ao que andam a fazer…

É por este tipo de razões que me recuso a ir votar. Não pactuo com um sistema destes em que o voto individual está completamente esvaziado.

Caso pessoal – não sou militante de nada; apenas começo a estar ultra farto desta tendência crescente para o uso de controlos electrónicos/ políticos para condicionar as pessoas e pior ainda feitos por pseudo partidos e políticos de esquerda.

Isto não significa que eu apoie impostos baixos, ou fuga aos impostos ou classes sociais/profissionais que não pagam impostos ou coisas semelhantes.

Notícia Público de 21 – 07 – 2008

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: