DISSIDENTE-X

PLAYSTATION NAS ESCOLAS, DIZEM OS ORNITÓLOGOS…

leave a comment »

Um dos sonhos não muito secretos que eu tenho é a criação do dia nacional do tiro ao ornitólogo especialista em educação com restos de dejectos orgânicos especialmente tomates podres, cujos fluidos nunca mais saiam das roupas dos ornitólogos atingidos furiosamente pelos dejectos.

Concluo que isto é até um desígnio nacional a cumprir o mais depressa possível, com o mesmo grau de importância da realização do Euro 2004 ou da Expo 98, por exemplo.

Tem que começar a ser fortemente criticadas, estas criaturas – aves de arribação – intelectualmente irritantes e totalmente incompetentes cujas ideias são intensamente estúpidas ou incompetentes e que fazem uma ideia da escola como sendo um sitio semelhante a um desenho animado. Para condizerem com o país de banda desenhada que dá pelo nome de Portugal…

Deve também apontar-se a enorme irresponsabilidade intelectual e académica destas pessoas e das propostas absurdas com que periodicamente assaltam e ofendem a sociedade – responsabilidade académica derivada da deturpação e sabotagem feita conscientemente por estas pessoas; dos conceitos de liberdade democrática de produção de conhecimento científico, que depois só dão origem a ideias disparatadas.

E na maior parte dos casos é apenas pseudo ciência. Observe-se em baixo – notícia de hoje, 11 de Setembro de 2008 no Jornal Expresso.

Noticia Expresso - uma ornitóloga pós moderna à solta no pais da banda desenhada...

Uma ave de arribação ornitológica do eduquês assombra-nos com ideias de playstations nas escolas. Porque não também ecrans de plasma para se verem séries juvenis, raves parties ao final do dia, coffee shops de venda de haxixe na escola como se faz na Holanda para os adultos ou “bar aberto” para todos após as aulas, ou até mesmo umas salas para desanuviar da tensão sexual( poderiam colocar-se lá as maquinas de preservativos) provocada pela ida às aulas?

Tenho a certeza que alguns investigadores já estarão a magicar na ideia…

Notícia Expresso – uma ornitóloga pós moderna à solta no país da banda desenhada…

Mas vamos ver isto sob outro prisma e verificar até que ponto é que a irresponsabilidade destas criaturas no pseudo trabalho de investigação que julgam que fazem vai e observemos a realidade concreta do que a pseudo investigação científica de facto propõe.

Ou seja observemos a realidade do negócio dos videojogos, os valores do mesmo e observemos investigadores pagos pelo dinheiro dos contribuintes a “legitimarem cientificamente” uma indústria propondo soluções que vão contra qualquer tipo de aprendizagem escolar, seja ela feita numa escola pública ou numa escola privada, como “remédio” para o Stress dos alunos que tem demasiadas aulas.

Talvez a solução fosse ter-se menos horas de aulas com mais eficácia nas mesmas e obrigar os alunos a estudarem um pouco que fosse, em vez de os encafuar dentro de salas de aulas por tempo excessivo e depois propor que o negócio das playstations passe dos 49.9 milhões para os 70 ou 80 milhões…

E além disso incrível que se tenha que “respeitar” o brincar das crianças e se apontem jogos electrónicos como “brincar”…

O ar livre não conta? Os recreios e as actividades ao ar livre não servem? Pois não, aí não há nada que se possa vender…

Anúncios

Written by dissidentex

07/09/2008 às 13:38

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: