DISSIDENTE-X

CAÇAS F16 E O IRAQUE.

leave a comment »

No artigo “livro – o que resta da esquerda- Nick Cohen”, a dada altura escrevi o seguinte:
…O núcleo central de questões que Cohen é coloca é o seguinte”:… “- A esquerda política (no livro designada por liberal, derivado da palavra inglesa “liberals” que será traduzível por pessoas de esquerda), que desde sempre combateu as tiranias não tem outra opção:

tem que ser a favor da deposição de uma tirania – agora e nos dias de hoje – tal e qual o foi no passado.

Este parte do post era o que derivava da minha interpretação das palavras de Nick Cohen a propósito do tema do livro serem as questões relacionadas com a definição política do que deveria ser a esquerda e qual a “posição certa” dos militantes de esquerda (ou outros) relativamente ao Iraque e à Guerra que por lá se trava.

Saindo das tiranias abjectas para o mundo da fantasia em que infelizmente vivemos e onde o combate a tiranias é sempre selectivo e varia em função dos $interesses$ do momento coisas engraçadas ocorrem.

O actual governo do Iraque decidiu adquirir 36 caças de combate de fabrico norte americano chamados F16, para combater os rebeldes da al-kaida, etc.

( Qual é a legitimidade democrática e a credibilidade de um governo naquelas condições para negociar livremente e em plena consciência e uso são das suas faculdades, contratos militares? )

Nota: As forças norte americanas estão em processo de substituição dos seus caças F16 pelos seus novos e modernos caças F22. (O F35 lightning está “atrasado”…)

Em Portugal o jornalismo que se faz é muito mau. A notícia da compra dos F16 é dada da seguinte maneira (ver em baixo): é dito que é o governo Iraquiano que pede condições de compra. E também é dito que a compra pelos iraquianos dos referidos aparelhos visa substituir as forças norte americanas no Iraque.

( Um governo iraquiano que, para se manter em “funções”, pede condições a quem o protege para comprar aviões a quem o protege…como se isto significasse – neste jornalismo rasteiro – estar-se colocado numa posição negocial igual…)

Esta compra dos aparelhos permitirá retirar militares norte americanos do território.

É-nos assim apresentada a situação (e aos iraquianos) como uma troca. Os iraquianos – em estado de necessidade e em perigo de vida – compram aparelhos de combate que custam perto ( para cima) de uns 50 milhões de dólares (cada aparelho).

(Qual é, concretamente a capacidade negocial de um governo “eleito” em condições duvidosas, para conseguir negociar “livremente” um acordo destes, do qual depende a vida dos seus membros?)

Em contrapartida, os benfeitores gratuitos norte americanos saem, (algumas forças saem) de um território que não é deles, e os iraquianos, recentemente autonomizados, livres e libertos da tirania horrenda de Saddam Hussein, continuarão a pagar as peças, a manutenção dos aviões, o treino dos pilotos, etc, ao benfeitor norte americano tendo simultaneamente que lutar para serem libertos da tirania anárquica dos fundamentalistas muçulmanos.

Porque ( 1 ) caso não o façam, o benfeitor pode decidir invadir de novo o Iraque para restabelecer a ordem, ou ( 2 ) caso não o façam, os insurgentes terroristas muçulmanos rebentam com este mesmo governo.

Presos por ter cão e por não ter; excelente negócio este… mas não para o iraquianos…

Seremos forçados a concluir que acções militares para libertar povos de tiranias horrendas; aparentemente compensa – para algumas empresas e interesses privados.

E que o argumento de venda justificando a necessidade destas compras é apresentado como sendo para “reduzir” a dependência das forças norte americanas por parte dos iraquianos.

Como é que se reduz a dependência dos norte americanos se as já referidas manutenção, peças, treino é feito a partir de serviços prestados pelos norte americanos e pelas correspondentes empresas?

Como é que se reduz a dependência dos norte americanos, se do outro lado estão fanáticos muçulmanos prontos a estourar com o “governo do Iraque”?

Como é que se reduz a dependência se o governo do Iraque estará colocado numa eterna posição de dependência das forças norte americanas, enquanto existirem fanáticos muçulmanos?

Recentemente, Bagdad comprou 24 helicópteros de ataque, num valor global de 2.4 mil milhões de dólares.

E ainda planeia comprar 10 mil milhões de dólares em Material militar aos EUA… Fonte: Diário Digital, 6 de Setembro de 2008.

Lutar contra a tirania sai caro. Mais a quem compra.

Este programa beneficia empresas como a General Dynamics, Boeing e a Raytheon. Os F-16 são fabricados pela Lockheed Martin.

Este programa beneficia empresas como a General Dynamics, Boeing e a Raytheon. Os F-16 são fabricados pela Lockheed Martin. ( Resto das palavras da notícia que não cabia na "fotografia")

Como é óbvio este é mais um artigo que é facilmente rotulável como sendo um artigo anti americano, simplesmente porque critica os norte americanos e os esquemas negociais das empresas norte americanas.

Como é óbvio, segundo a lógica recente dos “novos combatentes contra a tirania” este é mais um artigo que, pelo facto de criticar os norte americanos, fará com que seja rotulável ter sido feito por alguém da extrema direita, ou da extrema esquerda, ou do extremo centro ou do planeta Marte.

A tirania em que é colocado o povo do Iraque e o governo do Iraque sendo forçado a adquirir material militar caro e a tornar-se permanentemente um Estado cliente dos EUA, não é considerado uma tirania feita de uma forma mais subtil e suave.

Só ataques à bomba feitos por fanáticos religiosos é que pertencem às classificações correctas de tirania.

Pegando nas palavras de Nick Cohen no inicio do artigo: a esquerda política (ou outros) deverá simultaneamente ser contra fundamentalistas muçulmanos (ou outros) e ser contra jogadas comerciais como estas acima descritas. Feitas por americanos ou não.

Não se compreender isto, é não se compreender nada.

Anúncios

Written by dissidentex

10/09/2008 às 22:03

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: