DISSIDENTE-X

O SISTEMA FINANCEIRO É QUE INTERESSA, O RESTO QUE SE LIXE (INGLATERRA)

leave a comment »

Um dos grandes problemas actuais do mundo é o facto de ser o sistema financeiro e todos os apêndices a ele ligados (bancos, seguradoras,etc) mandarem de facto no planeta, apesar de todas as dissertações em contrário que dizem que não é assim…

Outro dos grandes problemas é o facto de a generalidade das pessoas, persistir em não ver que a situação é, de facto, essa.

Q2uando um conjunto de interesses apoiados no dinheiro  contactos privilegiados, e capacidade de persuasão se mexem exigem comando. Exigem poder. Exigem mandar. Exigem um “ambiente” que os beneficie.Exigem um ambiente que aumente o poder que tem.

E como exigem comando e poder e um ambiente favorável, exigem que o resto siga, mesmo que  esse seguidismo seja contra os interesses do resto.

O resto pode ser entendido como ” o resto da sociedade…”

Depois surgem os pequenos pormenores que confirmam que está um ataque a ser feito ao “resto” e que estas forças que tem poder tentam moldar e impor a sua visão do mundo.

E como é essa visão do mundo?

É simples.

Afirma-se que um determinado sector – normalmente o sector que pertence ou que gera dinheiro e poder a quem quer definir (ainda mais) as coisas a seu bel prazer – deve ser defendido a todo o custo.

Por oposição a todos os outros sectores dos quais deve ser retirado qualquer tipo de esforço para os conservar.

O sistema financeiro e os poderosos interesses por detrás fazem isto sistematicamente há muitos anos. Os resultados estão à vista.

No entanto continua-se a querer mais do mesmo.

Ø

Este post é dedicado à Sabine.

Uma vez disse-me (e as dúvidas dela eram perfeitamente legítimas e lógicas) numa caixa de comentários (não encontro o comentário…)  que não sabia o que deveria pensar das minhas alegações acerca do Plano nacional de turismo português (dissecado em 4 posts), destinado a transformar Portugal num micro hotel em ponto grande.

Portugal deveria ser rentabilizado turisticamente…

Devendo o país abdicar de outras coisas, nomeadamente manufactura…

Acontece que membros do actual governo Inglês pensam da mesma maneira. Relativamente à Inglaterra e ao que nela deve ser feito.

Numa notícia do The telegraph, 3 de Março de 2009, um alto funcionário /conselheiro o Governo Britânico antes da queda do Banco Northern Rock, produziu, num relatório sobre a industria da defesa inglesa o seguinte:

“Only high-quality professional services, financial services and the City of London have any real value and they should be supported at all costs. The rest of the country can be turned over to tourism.”

Tradução a martelo: Apenas serviços de elevada qualidade, serviços financeiros e a City of London (Bolsa de valores) tem real valor e devem ser apoiados a todo o custo. O resto do país pode ser entregue apenas a actividades turísticas.

turismo-em-inglaterra-gordon-brown

É um alto funcionário de um governo que passa por ser “de esquerda”…a dizer o que diz.

Como se diz na ultima parte sublinhada a azul, desvaloriza-se a defesa e as restantes actividades.

Num país como a Inglaterra, com aspirações a grande potência, os interesses financeiros já se atrevem a dizer publicamente o que pensam.

Que o país apenas deve ser uma plataforma giratória financeira, devendo submeter-se ou deixar que os EUA a defendam… na área da defesa.

O resto?

O resto que se lixe.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: