DISSIDENTE-X

Archive for Dezembro 2009

É NECESSÁRIO QUE A ESQUERDA SEPARE AS AGUAS…E VOLTE A SER ESQUERDA…

leave a comment »

FONTE: The Nation.

Obrigado, Sabine.

In other words, in a year of economic meltdown, growing unemployment and declining living standards, significantly fewer people are seeking electoral solutions. And those who are are increasingly abandoning the mainstream parties, prompting an even more striking rise on the hard right than there has been on the hard left. The margins rise, the mainstream falls, the whole is becoming less than the sum of its fragmented parts.

Disaffection, desperation, economic crisis, racial animus, rising nationalism–there is indeed a specter haunting Europe. It is all too familiar. Those who crow about it being an illustration of the demise of the left simply don’t understand it. And that’s a fact.

Ou como diz o autor do texto: numa altura em que o capitalismo neo liberal está a mergulhar em direcção ao abismo, os meios de comunicação social e as tentativas sistemáticas de persuasão das opiniões publicas afirmando que a esquerda está morta ou moribunda manifestam-se em paralelo.

Chama-se negação.

E esta negação e a recusa em reformar este modelo económico que já faliu, está a originar que “The margins rise, the mainstream falls, the whole is becoming less than the sum of its fragmented parts.

E porque é que não haveria de ser assim, dados os cenários que existem?

E o problema está posto claramente quando se diz:”…And those who are are increasingly abandoning the mainstream parties, prompting an even more striking rise on the hard right than there has been on the hard left.”

Ø

E a solução existe e é simples.

Negar o capitalismo neo liberal e negar poder às extremas de ambos os lados, na forma como se governa uma sociedade.

No entanto o mainstream político português aposta no seguinte: “Yet the two principal victors in this period of European politics have been neither the left nor the right but disillusionment and fragmentation.”

Preferem ser reis de nada ou apoiarem a futura constituição de regimes obsoletos antigos do que reformarem o que existe.

E está-lhes a acontecer isto: “People haven’t stopped looking for left alternatives to capitalism. In fact, those alternatives are more popular now than they have been for a long time. People have just stopped looking to the center-left to provide them.”

Written by dissidentex

09/12/2009 at 12:21

TRÁFICO DE DROGA, O EURO E O DECLÍNIO DO DÓLAR

leave a comment »

O euro continua lentamente, a substituir o dólar com moeda de referência.

Consequentemente, o relativo excesso de dólares aumenta, fornecendo cada vez mais hipóteses de uma pequena crise de inflação, por excesso de moeda em circulação poder ocorrer, especialmente nos EUA.

E mais uma forma de isto acontecer se manifestou.

Por questões logísticas, (mas não só…) os traficantes de droga estão a adoptar o euro como moeda “usada” para fazer lavagem de dinheiro.

Fonte: Guardian

É um mercado calculado em 2005, como tendo 200 milhões de consumidores (e sempre com tendência a aumentar), e que representa 1 % do PIB mundial.

O volume de dinheiro que move é suficiente para criar um pequeno abalo sísmico no sistema financeiro mundial.

Dado que este dinheiro “entra” no “sistema legítimo” financeiro. E uma vez lá dentro influencia.

Fonte

Written by dissidentex

07/12/2009 at 12:42