DISSIDENTE-X

AMNISTIA INTERNACIONAL – UMA ORGANIZAÇÃO PROFUNDAMENTE FALHADA

leave a comment »

A amnistia internacional é uma “organização”  profundamente falhada.

Em vários aspectos.

Ø

Entre dificuldades para conseguir ser coerente na defesa dos direitos humanos;

entre escolhas selectivas de assuntos; ignorando outros;

entre secções de alguns países que apenas funcionam como montras sociais das respectivas “pseudo elites” locais, para que estas ostentem no seu currículo o facto de pertencerem a tal instituição;

entre funcionar como agência “política” de empregos para certas pessoas;

entre promiscuidade com certos partidos políticos;

entre ter secções em vários países cujos dirigentes (presume-se) apenas funcionam numa zona de conforto … muito pessoal;

tem a amnistia internacional destruído um legado que até começou bem e com boas intenções.

Ø

Não sendo uma organização de caridade, destinada a aliviar problemas de fome e carência alimentar, tem um ramo da sua organização orientado para essa área.

Chama-se …. Amnesty International UK Section Charitable Trust.

Ø

Após ter feito uma auditoria às contas deste “braço armado na luta contra a fome”, a actual direcção (estamos  no ano de 2011) descobriu que duas das combatentes  principais  (a chefe/ estratega e a sub chefe), na luta contra as condições que criam a  fome  e a indignidade,  até ao ano de 2009, de seu nome Irene Khan e Kate Gilmore receberam mais de, respectivamente, 530 mil libras e 320 mil libras. (No caso de Irene Khan, isso era 4 vezes mais o seu salário).

Apenas porque se demitiram e receberam uma gloriosa compensação… por terem feito tal.

 

A senhora Khan, durante o ano de 2009, discursou no lançamento de uma nova treta iniciativa da Amnistia internacional, chamada “Amnesty’s global Demand Dignity campaign”.

A campanha foi criada para lutar contra os abusos que levam à existência de pobreza.

Presume-se que, emocionada, declarou:

“, Ms Khan said the world needed “a new global deal” on human rights…”

e ainda;

”Solutions to global problems must be underpinned by global values of human rights – and those at the top table of world leadership must begin by setting an example”.

E a senhora Khan e a sua sub chefe deram o exemplo.

Anúncios

Written by dissidentex

27/02/2011 às 19:11

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: