DISSIDENTE-X

PINGO DOCE E OS APOIOS À PRODUÇÂO NACIONAL

“Não vale a pena continuarmos a mentir. Não vale a pena pedir sacrifícios às pessoas sem lhes dizer a verdade. As pessoas têm de saber para que estão a fazer os sacrifícios e não adianta negar que estamos em recessão, porque estamos”, afirmou, durante a apresentação de resultados do grupo em 2010.

Questionado sobre o segredo do sucesso do grupo, que aumentou os lucros em mais de 40% no ano passado, Alexandre Soares dos Santos respondeu: “Os truques é para o Sócrates. Ele [os políticos] é que gosta de truques. O nosso sucesso assenta em trabalho”.

Ø

Alexandre Soares dos Santos, dono das mercearias Pingo Doce, declarações à comunicação social, dia 19 de Fevereiro de 2011

Ø

Notícia da comunicação social, dia 20 de Junho de 2011.

Ø

A Lacticínios das Marinhas entrou em ruptura negocial devido às pressões  grupo Jerónimo Martins – Pingo Doce, para esmagar as margens de lucro desta PME.

Ø

Noticia dos produtores de leite – anilac, dia 29 de Março de 2011

Ø

Questionado sobre o segredo do sucesso do grupo, que aumentou os lucros em mais de 40% no ano passado,…

“Os truques é para o Sócrates. Ele [os políticos] é que gosta de truques. O nosso sucesso assenta em trabalho”.

Ø

A Jerónimo Martins está a trazer produtos da Polónia para o Pingo Doce, aproveitando sinergias da Biedronka, a cadeia que o grupo detém naquele país. A receptividade junto dos consumidores portugueses tem sido grande, mas é ainda maior junto da comunidade do Leste que reside no País.

Fiambre fumado, bacon, salchichas e pickles são alguns dos produtos que chegam “em grandes quantidades” da Polónia, com “preços agressivos”, afirmou ao DN Rita Coutinho, directora de marketing do Pingo Doce.

Ø

Pingo Doce, notícia da comunicação social, dia 23 de Março de 2007

Advertisements
%d bloggers like this: