DISSIDENTE-X

O PSD, PEDRO PASSOS COELHO E O FIM DOS “JOBS FOR THE BOYS”…E DOS ASSESSORES…E DAS SECRETÁRIAS…

Para o presidente social-democrata é ainda preciso «deixar claro que os membros do Governo não podem recrutar ilimitadamente uma espécie de administração paralela nos seus gabinetes».

«Um membro do Governo tem direito a escolher um chefe de gabinete, uma ou duas secretárias de confiança, um ou dois adjuntos. Acabou. O resto que tiver que recrutar tem que recrutar na administração», avançou.

Ø

Pedro Passos Coelho, declarações à comunicação social, dia 5 de Abril de 2011

Ø

O secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Carlos Moedas, vai ter sob o seu comando uma equipa de até 30 técnicos para seguir de perto o trabalho dos 11 ministérios e garantir que não há desvios às metas e prazos do acordo assinado com a troika.

Ø

Notícia da comunicação social, dia 8 de Julho de 2011

Ø

Mais de uma centena de pessoas vai dedicar-se a escrutinar as contas do país nos próximos anos com a criação de novos órgãos de fiscalização. Além das entidades que tinham a tarefa de acompanhar as contas públicas e a política orçamental, o governo criou duas novas entidades para reforçar a vigilância dos dinheiros públicos. 

Ø

Notícia da comunicação social, dia 19 de Julho de 2011.

Ø

Miguel Macedo, ministro da administração interna já nomeou 10 pessoas.

 – 4 secretárias pessoais

– 2 funcionários de apoio administrativo

– 1 chefe de gabinete

– 3 adjuntos da chefe de gabinete

Em diário da República – desde dia 21 de Junho de 2011.

Advertisements

Written by dissidentex

20/07/2011 às 17:50

%d bloggers like this: