DISSIDENTE-X

ANTÓNIO JOSÉ SEGURO TORNA-SE VIOLENTO E AGRESSIVO

Ø

Ø

O secretário-geral do PS, António José Seguro, defendeu hoje que nem os representantes da troika nem o Governo têm legitimidade democrática para reduzir salários ou para rever as tabelas salariais da função pública em Portugal.”

Ø

Nota:  isto é “violento”.

Ø

E também quero dizer, com a mesma frontalidade, que o Governo português não tem legitimidade democrática nem eleitoral para fazer, passado cinco meses de eleições, uma proposta desta natureza, seja por via da redução, seja por via da revisão das tabelas salariais na função pública”, acrescentou Seguro, avisando que “o PS estará contra esta estratégia de empobrecimento e de redução de salários”.

Ø

Notícia violenta da comunicação social, dia 20 de Novembro de 2011

Ø

Nota:  isto é violento (especialmente para quem lê as declarações deste senhor…), concretamente  pelo pormenor de falar em 5 meses… se fossem dois anos já teriam legitimidade para o fazer?

Também é delicioso o uso da palavra ” frontalidade” na boca de um político…especialmente um como este…

Ø

Perante a violência de António José seguro o governo português já tinha respondido.

Ø

” O risco de tumultos em Portugal, à semelhança dos que ocorreram na Grécia, foi admitido pelo primeiro-ministro logo no princípio de Setembro, na rentrée do PSD realizada na Universidade de Verão, em Castelo de Vide.”

Ø

Notícia ordeira da comunicação social, dia 14 de Novembro de 2011

%d bloggers like this: