DISSIDENTE-X

O PSD,MACÁRIO CORREIA E AS PORTAGENS: UM PÉSSIMO POLÍTICO QUE MUDA DE OPINIÂO AO SABOR DO VENTO NEOLIBERAL

Ø

São pessoas como estas, que devem ser banidas da política, ou até mesmo do país.

Em 2004 este senhor era contra portagens. Manifestava-se publicamente de forma veemente contra portagens.

Ø

Ø

Notícia da comunicação social, dia 10 de setembro de 2004.

Ø

Em 2010, Macário Correia parece que ainda era contra portagens e afirmava isso publicamente, uma vez que dava jeito atacar o governo do senhor Sócrates.

Ø

” O Governo aprovou uma resolução que fixa a cobrança de portagens nas auto-estradas sem custos para o utilizador (SCUT) até 15 de Abril de 2011.

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), Macário Correia, criticou na quarta-feira a iminente colocação de pórticos para portagens na Via do Infante sem haver diálogo com os municípios, que aguardam há dois meses por uma audiência com o primeiro-ministro.

A AMAL solicitou a 4 de Outubro uma reunião urgente com o primeiro-ministro para pedir o adiamento da introdução de portagens na Via Infante até à Estrada Nacional 125 estar requalificada. Macário Correia reiterou nessa altura o pedido de encontro com José Sócrates a 9 de Novembro.

Ø

Notícia da comunicação social, dia 25 de Novembro de 2010

Ø

Em março de 2011, Macário ainda era contra portagens, embora já começasse a dançar usando palavras para o fazer…

Ø

” Macário Correia diz que não há condições políticas para introduzir portagens nas SCUT, em particular na Via do Infante. E recorda que o travão é para o PS… e para o PSD.

Ø
Notícia da comunicação social, dia 30 de março de 2011

Ø

Em 19 de Julho de 2011, num estonteante mortal duplo à rectaguarda seguido de um salto em frente, Macário Correia muda de opinião e torna-se defensor de portagens.

Ø

” O pagamento de portagens na Via do Infante é um dado adquirido, na opinião do presidente da Câmara de Faro, Macário Correia: “Por vezes a nossa opinião não chega para mudar o mundo”, foi a desculpa que deu, esta manhã, em conferência de imprensa, para dizer que mantêm o princípio de que é “contra as portagens”, mas “circunstâncias mudaram”. *

Ø

Notícia da comunicação social, dia 19 de Julho de 2011

Ø

* Mudaram em quê?

FONTE: Portaria 303/2011 de 5 de dezembro de 2011

%d bloggers like this: