DISSIDENTE-X

O PSD, PEDRO PASSOS COELHO E OS SERVIÇOS (SEMI) SECRETOS PORTUGUESES

Ø

“Não há balbúrdia nos serviços secretos”

Ø

Ø

Notícia (sobre as balburdias que o produto reciclado mal concebido que é primeiro ministro deita cá para fora)  da comunicação social, dia 3 de Fevereiro de 2012

Ø

Ø

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, admitiu hoje que não pode garantir que não haja abusos de poder nos serviços secretos portugueses, mas negou que haja “balbúrdia”, como acusou o Bloco de Esquerda.

(…”Não há balbúrdia nos Serviços Secretos”, assegurou Passos Coelho, ressalvando que “nenhum português, membro do governo ou deputado tem garantias absolutas” de que não haja abusos por parte dos detentores de cargos nos serviços de informações.

“Eu não as posso dar”, reiterou o primeiro-ministro, depois de Francisco Louçã lhe exigir “garantias institucionais” de que “não se repete um facto tão grave” como a questão dos contactos no telemóvel de Silva Carvalho, que saiu dos serviços de informação para o grupo económico Ongoing.

Ø

Notícia da comunicação social, dia 3 de Fevereiro de 2012, a um jornal diferente do anterior

Ø

Ø

“Não há balbúrdia nos serviços secretos”

Ø

Um pequeno grupo de funcionários públicos que se juntou para recolher informação confidencial  sobre os restantes cidadãos e vender essa informação a empresas privadas de características duvidosas, não é uma balburdia, é um abuso de poder, ou talvez o contrário e passou a ser considerado normal…vejam só…

%d bloggers like this: