DISSIDENTE-X

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA: DIFERENÇAS ENTRE ALEMANHA E PORTUGAL

O Presidente alemão, Christian Wulff, acaba de apresentar a demissão do cargo, por causa do seu envolvimento num alegado caso de corrupção.

“Tendo em conta os acontecimentos dos últimos dias e das últimas semanas, não posso continuar a exercer o cargo”, disse Wulff, numa conferência de imprensa transmitida em directo por todas as televisões alemãs. A Alemanha “precisa de um presidente que tenha a confiança de uma larga maioria e não só de uma maioria”, acrescentou Wulff, que precisou de quatro minutos para anunciar a sua decisão. “Cometi erros”, reconheceu ainda.

As agências alemãs avançam que na quinta-feira à noite a procuradoria de Hanôver pediu a suspensão da imunidade presidencial de Wulff, que tem estado sob pressão devido a suspeitas de corrupção. O episódio em causa prende-se com um empréstimo privado, contraído através da mulher de um empresário seu amigo, a taxas mais baixas do que aquelas praticadas pela banca. Wulff foi acusado de ter tentado abafar notícias sobre este caso que ocorreu quando era chefe do governo regional da Baixa Saxónia.

Ø

Notícia da comunicação social, dia 17 de Janeiro de 2012

Ø

Por questões éticas um presidente da República da Alemanha demite-se.

Já em Portugal, o actual presidente envolvido em problemas parecidos com a compra da sua casa não se demitiu, nem com alegadas acusações de  escutas feitas sobre si, plantadas por um assessor seu na comunicação social, se demitiu.

E após isso continuou  a ter atitudes semelhante àquela que foi descrita na notícia abaixo citada.

Ø

Na ditadura, Portugal teve um General Sem Medo candidato a Presidente. Foi morto. Agora, em democracia, tem um Presidente com medo – de uma escola Secundária.

Ø

Notícia da comunicação social, dia 16 de Fevereiro de 2012

Written by dissidentex

19/02/2012 às 17:39

%d bloggers like this: