DISSIDENTE-X

GOVERNO DO PSD: OS MAGNÍFICOS ÊXITOS (da treta) NOS JUROS DA DÍVIDA PÚBLICA PORTUGUESA

Ø

Mercado secundário

Juros da dívida portuguesa a dez e a dois anos voltam a subir

Os juros da dívida portuguesa com maturidades de dez e dois anos retomaram hoje a tendência de subida, ao contrário dos títulos italianos e espanhóis, que estão a acentuar a trajectória de recuo das últimas semanas.

As taxas implícitas às Obrigações do Tesouro portuguesas com prazo de dez anos praticadas nos mercados secundários avançavam ao início da tarde para os 12,81%. (…)

Desde que a 30 de Janeiro os títulos portugueses bateram um recorde de 17% de juros na era da moeda única, as obrigações nacionais nesta maturidade iniciaram uma tendência de queda generalizada até 15 de Fevereiro, altura a partir da qual voltaram a subir, até registarem um ligeiro recuo ontem.

As obrigações com prazo de dois anos estão hoje também em alta, com uma taxa implícita de 12,84%,

Ø

Notícia da comunicação social, dia 24 de Fevereiro de 2012

Ø

Ø

«Rating voltará a subir com medidas do PSD»

Carlos Moedas não tem dúvidas de que notas voltarão a subir quando mercados perceberem que PSD vai cumprir as metas de défice

«Assim que os mercados incorporem a informação de que o PSD vai respeitar as metas do défice, e fará tudo o que for necessário para que se cumpram essas metas até porque foi o PSD que sempre anda atrás do Governo para cortar, essas agências voltarão a dar credibilidade a Portugal», assegura.

«Com as reformas que o PSD vai implementar, eu digo-lhe que ainda vão subir o rating, não sei se nos próximos 6 meses, se nos próximos 12 meses, ainda não se sabe quando haverá um novo Governo», acrescentou.

Ø

Carlos Moedas, propaganda notícias da comunicação social,dia 24 de Março de 2011

%d bloggers like this: