DISSIDENTE-X

Archive for Fevereiro 2013

PEDRO PASSOS COELHO, O PSD E O CDS. A DEFENDEREM BANQUEIROS IDOSOS DESDE 5 DE JUNHO DE 2011 (O CDS E O PSD tem que ir embora)

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - UM GOVERNO DE ESQUEMAS

Ø

PSD A DEFENDER BANQUEIROS - QUEM OFFSHORA NAO MAMA

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - A DEFENDER IDOSOS BANQUEIROS

Imagem do meio DAQUI

Written by dissidentex

15/02/2013 at 19:51

(NÃO ) CRESCIMENTO ECONÓMICO EM 2013 (O CDS e o PSD tem que ir embora)

Ø

PASSOS COELHO E O PROGRAMA DE MENTIRAS NOVAS

Ø

crescimento economico - previsao 2013

Fonte: The economist, uma revista progressista marxista… dia 3 de Janeiro de 2013

IDOSA DESPEJADA AOS 79 ANOS – BANQUEIRO PERDOADO AOS 69 ANOS (O PSD e o CDS tem que ir embora)

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - OS BANQUEIROS SAO NOSSOS AMIGOS

Ø

DESPEJADA AOS 79 ANOS - RICARDO SALGADO

Ø

TRAICAO E BANQUEIROS

Primeira imagem DAQUI

Written by dissidentex

13/02/2013 at 18:12

Publicado em BES, DEMOCRACIA VS DITADURA, RICARDO SALGADO

Tagged with

BENTO 16 JÁ SE DEMITIU. E TU, PEDRO PASSOS COELHO? DE QUE ESTÁS À ESPERA?

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - ODIO AOS PORTUGUESES

Ø

BENTO 16 - PEDRO PASSOS COELHO

Ø

DAQUI

Written by dissidentex

12/02/2013 at 18:51

BEATRIZ TALEGÓN (O PSD e o CDS tem que ir embora)

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - ODIO AOS PORTUGUESES

Ø

Beatriz Talegón, de la Unión Internacional de Juventudes Socialistas, pone los puntos sobre las íes a líderes socialistas de todo el mundo acusándoles de ser los responsables de la grave situación actual, mientras estaban reunidos en un hotel de cinco estrellas en Cascais para celebrar el encuentro del Consejo de la Internacional Socialista.

Ø

Ø

“Me sorprende mucho cómo pretendemos remover la revolución desde un hotel de cinco estrellas en Cascais, llegando en coches de lujo. Me pregunto de verdad si nosotros podemos darle a los ciudadanos una respuesta cuando vosotros, líderes políticos, les decís que los entendéis, que sufrís porque somos socialistas. ¿De verdad sentimos ese dolor aquí dentro?, ¿de verdad podemos entender lo que estamos pidiendo al mundo desde un hotel de cinco estrellas?”

“Desgraciadamente, no hemos sido los socialistas del mundo los que hemos animado a la gente a salir a la calle ni a movilizarse, y lo que debería dolernos es que ellos están pidiendo democracia, están pidiendo libertad, están pidiendo fraternidad, están pidiendo una educación pública, una sanidad pública y nosotros no estamos ahí”.

“Vosotros, líderes, mal llamados líderes porque sois los responsables de lo que está pasando”.

“Luego os llenaréis la boca en vuestros discursos hablando del desempleo juvenil, de que os preocupan mucho los jóvenes: no os preocupamos en absoluto porque nos tenéis aquí y ni siquiera venís a preguntarnos cuál es nuestro punto de vista”.

“Tenemos mucho que decir porque a la gente le interesa saber qué piensan los jóvenes, porque somos nosotros los que estamos pagando las consecuencias de vuestra acción o de vuestra falta de acción”.

Written by dissidentex

11/02/2013 at 19:53

Publicado em BEATRIZ TALEGÓN

UM GOVERNO DE PSICOPATAS QUE GANHARAM CONTROLO E TEM DE SER DESALOJADOS RAPIDAMENTE E DEPRESSA

Ø

Claramente, negociar com um governo de psicopatas ou com psicopatas ligados ao governo de psicopatas, constitui uma forma de legitimizar os  psicopatas.

E os amigos dos psicopatas.

Pior.

Tal faz com que os psicopatas e os amigos dos psicopatas ganhem uma posição de vantagem sobre o resto da sociedade.

Isso dá-lhes aceitação social.

E por serem socialmente aceites, acham mesmo que isso lhes dá autorização para dizerem (impor) aos restantes como as coisas devem ser. (Atribuirem aos restantes o prejuízo das políticas defendidas pelos psicopatas).

Ø

Há quem pense que apaziguar os psicopatas que chegam a um governo de psicopatas é algo que funciona.

Não funciona.

Os psicopatas, especialmente os que chegam ao governo de psicopatas; não tem consciência nem moral.

Nda tem.

Os que os ajudam e os que os ajudaram no passado, conscientes de o estarem a fazer, também não tem consciência nem moral.

Devem ser ostracizados e isolados e deve-se lidar com eles dessa forma. (entre outras)

Ø

Há quem pense que manifestar-se, apenas e só manifestar-se contra o governo de psicopatas chega.

Lamentavelmente, toda a energia gasta por pacíficos ou menos pacíficos protestantes é desperdicio de energia, para obter nada.

Os psicopatas só entendem força.

Só tem medo de força.

Ø

A actual pseudo oposição ao governo de psicopatas é estranha e inquietante.

A actual pseudo oposição ao governo de psicopatas “ama o seu inimigo”.

Acha mesmo que ele é reformável, capaz de ouvir a “voz da razão” e capaz de “ouvir” o que a pseudo oposição lhe diz.

Obviamente como o inimigo psicopata é “incapaz de amar”, de ouvir ou do que quer que seja, da parte de quem se lhe opõe; logo apenas entende uma coisa: destruir quem se lhe opõe e quem com ele dialoga.

Ø

E assim estamos rodeados de apaziguadores, alguns são oportunistas e os restantes quase todos ingênuos.

São “os que esperam apaziguar o governo de psicopatas”, esperando ingenuamente e/ou oportunisticamente que o governo de psicopatas os escolha para serem os ultimos da lista a serem destruidos.

Ø

Mas isto é simples.

No governo de psicopatas, há efectivamente psicopatas.

É isso que eles são!

Enquanto as pessoas comuns não perceberem que estes psicopatas ganharam controlo e gostam de infligir dor ao resto da populaçao, apenas pelo prazer que retiram disso mesmo; não existirá solução.

Ø

É fundamentalmente uma questão mental, o problema de quem se opõe aos psicopatas e ao governo de psicopatas.

Perceber que são psicopatas e não lhes conceder qualquer oportunidade ou deferência ou respeito ou importância.

As ideias psicopatas que defendem tem que ser destruidas.

Não entender isto é caminhar para o desastre.

Written by dissidentex

08/02/2013 at 12:39

Publicado em PSICOPATAS

Tagged with

É A PROCURA, ESTÚPIDO (O CDS e o PSD tem que ir embora)

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - OS PORTUGUESES ODEIAM-NOS E NOS ODIAMOS OS PORTUGUESES

Ø

Os economistas e os comentadores económicos que vêm defendendo a austeridade e a desvalorização interna como forma de sair da crise continuam a ignorar os avisos dos empresários. Não deixa de ser caricato que os maiores defensores da livre iniciativa e dos “empreendedores” não levem a sério estes apelos. Que achem que os trabalhadores e os desempregados tenham de aguentar as consequências da austeridade, à luz do que defendem, ainda se percebe.

No entanto, já é mais difícil entender que ignorem o que dizem os empresários. Em mais um inquérito semestral do INE a milhares de responsáveis empresariais ficámos a saber que, depois de uma quebra de 26,4% no investimento empresarial durante o ano de 2012, se perspectiva uma nova queda de 4,2%.

Quando é pedido às empresas que elenquem as principais razões da redução do seu investimento, 63% respondem com a deterioração das perspectivas de vendas, 12% com a incerteza sobre a rentabilidade dos investimentos e apenas 9% mencionam a dificuldade em obter crédito bancário. Assim, ao contrário do que apregoam o primeiro-ministro e todos os economistas e comentadores económicos ao serviço da estratégia da desgraça, a razão principal da queda do investimento privado é a redução da procura e não a dificuldade em obter financiamento bancário. Numa economia em que dois terços do que se produz é dirigido ao mercado interno, o dinamismo da procura interna é determinante para a viabilidade e a sobrevivência do nosso país.

O estrangulamento a que está a ser sujeita a nossa economia interna, através da austeridade e da desvalorização salarial, é estúpido e criminoso. Não é a destruição do mercado interno que vai aumentar as exportações portuguesas; apenas destrói empresas e emprego. E algumas dessas empresas, que ontem viviam do mercado interno, amanhã poderiam tornar-se exportadoras. Infelizmente, com esta estratégia, acabaram por morrer antes de poderem viver essa oportunidade.

Ø

Artgo de opinião, comunicação social, dia 7 de fevereiro de 2013

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - ESTUPIDOS E PROCURA

Written by dissidentex

07/02/2013 at 19:02

A ELITE PORTUGUESA É OBVIAMENTE UMA GRANDE MERDA

Ø

NO FUTURE - FERNANDO SOBRAL

Nota: parcialmente deve-se concordar com este artigo, desde que o que está por detrás dele não seja a apologia de monarquias e regimes semelhantes, homens providenciais que hão-de vir, e/ou retórica anti partidos. (Embora a menção a Carl Schmitt não augure nada de bom, mas adiante…)

Ø

Artigo de opinião, comunicação social, dia 30 de março 2011, link actualmente indisponivel.

Written by dissidentex

06/02/2013 at 15:17