DISSIDENTE-X

Archive for the ‘ANARQUISTAS’ Category

ÁLVARO SANTOS PEREIRA – ESTAMOS NO BOM CAMINHO (em direcção ao abismo…e depressa)

Ø

O ministro da Economia defende que Portugal está “no bom caminho”.

Em declarações aos jornalistas no Palácio da Ajuda, Álvaro Santos Pereira não quis alongar-se em declarações sobre os dados do Boletim de Primavera, revelados ontem pelo Banco de Portugal, mas assegurou que Portugal está na trajectória correcta e que “estamos a fazer as reformas que precisamos de fazer”.

Ø

Ø

Declarações à comunicação social, dia 30 de Março de 2012

Ø

O Rendimento Nacional Bruto caiu, em termos nominais, 1,3% em 2011, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O valor supera a contracção do PIB.

O RNB representa a fatia da produção que fica em solo nacional, ou seja, é igual ao PIB menos os juros, dividendos e lucros de investimentos que todos os anos saem de Portugal para remunerar os capitais que o estrangeiro investiu cá dentro.

A quebra do RNB, de 1,3%, é superior à redução do PIB, que não terá ultrapassado 1%. Estes valores são nominais, já que o INE não descontou o impacto da variação dos preços. Se este valor tivesse sido levado em conta, ambas as variáveis teriam afundado mais.

A explicação para o recuo mais acentuado do Rendimento Nacional está na degradação da balança de rendimentos, que é a diferença entre rendimentos recebidos e rendimentos pagos ao exterior. Ambos os fluxos caíram, mas o primeiro fê-lo de forma mais pronunciada.

Ø

Notícia da comunicação social, sobre os êxitos do Governo de Álvaro ( “chamem-me só Álvaro”) Santos Pereira em termos de PIB/RNB, dia 30 de Março de 2012.

Ø

Advertisement

ANGELA MERKEL E A MADEIRA COMO MAU EXEMPLO DA APLICAÇÂO DOS FUNDOS ESTRUTURAIS

Ø

A chanceler alemã, Angela Merkel, deu hoje a Madeira como um mau exemplo da aplicação dos fundos estruturais europeus, sublinhando que naquela região autónoma estas verbas “serviram para construir túneis e autoestradas, mas não para aumentar a competitividade”.

Na opinião de Merkel, os referidos fundos devem servir para apoiar financeiramente as pequenas e médias empresas, por exemplo, como ficou decidido no recente Conselho Europeu, em Bruxelas, e não mais para construir estradas, pontes e túneis, como sucedeu, na sua opinião, naquela região autónoma portuguesa.

“Quem já esteve na Madeira, deve ter ficado convencido que os fundos estruturais europeus foram bem aplicados na construção de muitos túneis e autoestradas, mas isso não conduziu a que haja mais competitividade”, observou a chefe do governo alemão, numa palestra proferida perante alunos, na Bela Foundation, em Berlim, noticiada esta noite pela RTP.

Ø

Notícia da comunicação social, dia 8 de Fevereiro de 2012

Ø

“A chefe do governo alemão, Angela Merkel, produziu declarações ignorantes sobre a Madeira, mas que explicam as opções erradas da actual situação económica europeia bem como a gritante insensibilidade social que se vive na Europa”, lê-se no comunicado emitido pela Presidência do Governo Regional na sequência do comentário da chanceler alemã sobre a aplicação de fundos estruturais na Região.

Para Alberto João Jardim a líder da Alemanha desconhece a realidade insular anterior à autonomia e à adesão do país à CEE e revela a “ilusão de tornar competitivo um mercado de apenas duzentas e oitenta mil pessoas ferido pela insularidade, sem infra-estruturas adequadas, através de mão-de-obra barata, com micro empresas, e ao qual é negado o poder legislativo bastante para assumir livremente as suas opções”.

Ø

Notícia revolucionária da comunicação social, (acerca da próxima invasão feita pela Madeira à Alemanha para dar na Merkel um enxerto de porrada), dia 8 de Fevereiro de 2012, (antecedida de uma cerimónia de adesão de Alberto João Jardim ao Bloco de esquerda).

MANIFESTAÇÔES EM PORTUGAL: OS SUSPEITOS ANARQUISTAS DO COSTUME

Ø

O selecionador grego, Fernando Santos, disse na sexta-feira à Agência Lusa que não teme uma convulsão social no País, sublinhando que os portugueses não possuem “uma cultura anarquista como existe na Grécia”.
(…)
“Não acredito que haja uma convulsão. O que aconteceu na Grécia não foi assim tão dramático. Eu nunca via a Grécia a ferro e fogo e no entanto os telejornais abriam com a Grécia a ferro e fogo. É uma clara mentira. As manifestações ocorreram numa praça semelhante à do Rossio [em Lisboa]”, precisa o treinador português que orienta a formação helénica.

Ø

Notícia da comunicação social  (nem sei como é que a deixaram passar, os censores estão a perder qualidades), dia 26 de Novembro de 2011.

Ø

Ø

Os ataques com cocktails molotov contra várias repartições de Finanças, em Lisboa, na madrugada desta quinta-feira, podem ter vindo de grupos anarquistas, segundo fontes policiais adiantaram ao JN.

(…)

As suspeitas recaem sobre anarquistas devido a informações já anteriormente recolhidas pela PSP, que davam conta de movimentações de grupos mais radicais para a prática de actos de vandalismo.

Ø

Notícia da comunicação social, encomendada (descaradamente diga-se) acerca de uns supostos grupos mais radicais (o que é que é mais e menos neste contexto, não se sabe…), dia 24 de Novembro de 2011.

Ø

Para a semana ou mês que vem, conforme der jeito: a al kaida (outra coisa qualquer…) está por detrás do lançamento de fogo de artificio em Lisboa aquando da passagem de ano, segundo informações recolhidas pela PSD PSP.