DISSIDENTE-X

Archive for the ‘ESCOLA PÚBLICA’ Category

BRASIL, UM PAÍS A SÉRIO! PORTUGAL, UM PAÍS QUE É UMA MERDA!

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - ODIO AOS PORTUGUESES

Ø

No Brasil:

DILMA - INVESTE RECEITAS DO PETROLEO NA EDUCACAO

Ø

Notícia da comunicação social, sobre um país a sério que se esforça por ter uma política económica e social  séria (mesmo que por vezes não o consiga),  dia 1 de Dezembro de 2012.

Ø

Em Portugal, um sítio notoriamente mal frequentado:

(…)

” Na entrevista de quarta-feira à TVI, Passos Coelho considerou que a Constituição permite mais alterações às funções do Estado no sector da educação do que no da saúde, acrescentando: “Isso dá-nos aqui alguma margem de liberdade, na área da educação, para poder ter um sistema de financiamento mais repartido entre os cidadãos e a parte fiscal directa que é assegurada pelo Estado”.

(…)

Ø

Notícia da comunicação social, onde o cidadão em questão vem dar o dito por não dito (na quarta feira), com uma pirueta de 180 graus e salto mortal à rectaguarda, dia 2 de Dezembro de 2012

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - UM GOVERNO DE ESQUEMAS

CAVACO SILVA, UM PRESIDENTE SEM CLASSE E QUE FOGE DE IR A ESCOLAS…

Ø

No ano de 2010 e no ano de 2011 este senhor incitava alunos a manifestarem-se contra a política de educação do governo do senhor José Sócrates.

Ø

Manifestações são sinal de vitalidade da sociedade civil“, afirmou o candidato.

Depois das manifestações de jovens dos colégios privados a marcar o passo de Cavaco Silva em cada paragem de rua, a educação entrou finalmente no discurso oficial do candidato, que os incentivou a demonstrar-se.

“Considero importante que crianças, jovens, pais e professores venham para a rua para defender a sua escola. É um sinal de vitalidade da nossa sociedade civil”, disse Cavaco Silva em Aveiro, no jantar comício de hoje.

À sua chegada ao pavilhão de exposição, tinha à sua espera a que já é considerada a maior manifestação de “jovens SOS” desde que iniciou a campanha.

Na sua intervenção, Cavaco disse “sentir tristeza” por verificar que há “conflitos na área da educação” que – afirmou – deve ser um “desígnio nacional. “Farei tudo o que estiver ao meu alcance para favorecer o espírito de diálogo e de concertação em tudo o que disser respeito à educação”, concluiu.

Ø

Notícia da comunicação social, dia 17 de Janeiro de 2011

Ø

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, afirmou-se este sábado como o “provedor do povo”, garantindo que recebe mensalmente mais de três mil cartas em que os portugueses lhe dão conta das suas incertezas, angústias e ambições.

Ø

Notícia da comunicação social, dia 21 de Janeiro de 2011

Ø

O Provedor do Povo demitiu-se.

Ø

O presidente da República cancelou a visita à Escola Secundária Artística António Arroio, em Lisboa, por alegada falta de segurança no local, marcado por um protesto dos estudantes. Fonte da presidência diz que cancelamento se deveu a “um impedimento”

Ø

Notícia da comunicação social, relatando o acto de bravura retirada estratégica do Presidente da República, dia 16 de Fevereiro de 2012

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÂO: RETIRAR DINHEIRO A ESCOLAS PÚBLICAS PARA DÁ-LO A ESCOLAS PRIVADAS

O Governo português prevê cortar em 2012 o seu orçamento em Educação em mais de 600 milhões de euros, noticia a agência espanhola EFE, citando o ministro Nuno Crato.

Num encontro com a imprensa estrangeira, Crato precisou que esta diminuição na despesa é equivalente a oito por cento do orçamento total do sector, estimado em 7.800 milhões de euros.

Ø

Nuno Crato, notícia da comunicação social, dia 4 de novembro de 2011.

Ø

Artigo 9.º
Montante do apoio financeiro
1 — O apoio financeiro a conceder, no âmbito dos contratos de associação por turma, traduzido num subsídio, é fixado para o ano de 2011 -2012 no valor de € 85 288 * por turma.
2 —  . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Ø

Fonte:  Diário da República, Ministério da educação e ciência, portaria 277, dia 13 de Outubro de 2011.

* o anterior valor era de 80 mil euros

Ø

Os contribuintes portugueses subsidiam escolas privadas.

Subsidiam escolas que cobram propinas elevadas aos seus alunos.

Ao mesmo tempo observam a escola pública a ser alvo de uma retirada massiva de dinheiro.

O novo comunismo é assim:  conceder subsídios aos “amigos”/”donos” das escolas privadas para meninos ricos.

O novo comunismo é assim: atacar o serviço estatal fazendo-o viver com pouco dinheiro, para “abrir mercado para os proxenetas do ensino privado.

Ø

Quanto aos professores portugueses continuam a estar em estado de cobardia, calados e obedientes.

Apenas interessados em exigir “ordem” e emprego garantido com salário alto e querendo vender-se ao desejo de ver ser-lhes concedido serem pequenos tiranetes na sala de aula, julgando que é este tipo de coisas que o permitirá .

Julgam que – se ficarem calados –  irão ser recompensados na nova ordem que emergir.

Contudo:

“Roma não paga a traidores nem aos que assassinam os seus generais”.

Quintus servilius Caepio, General romano.