DISSIDENTE-X

Archive for the ‘NOMEAÇÔES PARA CARGOS PÚBLICOS SEM CONCURSO’ Category

PEDRO PASSOS COELHO E O PSD – APENAS UM PARTIDO QUE DISTRIBUI TACHOS

Ø

Em campanha eleitoral

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, considerou esta segunda-feira que os sociais-democratas também contribuíram para a “colonização do Estado” e prometeu não “enxamear a Administração Pública” de quadros do seu partido se formar Governo.

“Quando alguém nos diz que também contribuímos para a colonização do Estado, é verdade. Não o digo com mais à vontade por não ter estado em Governo algum, digo-o como membro do PSD. O PSD também tem essa responsabilidade, não sacudimos a nossa água do capote”, declarou Pedro Passos Coelho, durante uma conferência da plataforma “Construir Ideias”, num hotel de Lisboa.

Segundo o presidente do PSD, os sociais-democratas têm de “aprender com esses erros“.

“Não vamos para o Governo para enxamear a Administração Pública de quadros do PSD e não vamos meter nos gabinetes dos ministros e dos secretários de Estado um exército de gente que constitua administração paralela àquela que já existe no Estado”, disse.

“Nós temos de conseguir comunicar isto ao país, para que o país perceba que também nós aprendemos com o nosso passado, em primeiro lugar, e, em segundo lugar, que o que nos move é o sentimento de justiça e, isso sim, é o importante”, acrescentou.

Ø

Notícia enxameante da comunicação social, dia 25 de Abril de 2011

Ø

Ø

Depois da eleições

Depois da eletricidade, as águas. O Governo nomeou dois políticos ligados aos partidos da maioria para lugares de topo numa empresa pública. No caso os autarcas Manuel Frexes (PSD) e Álvaro Castelo Branco (CDS) e a administração da Águas de Portugal. O PS afirma que a “avalanche de nomeações” deixa em causa “a credibilidade do primeiro-ministro”.

Notícia da comunicação social, dia 11 de Janeiro de 2012

O Centro Hospitalar do Alto Ave, em Guimarães, vai ter dois militantes históricos do PSD local à frente dos principais órgãos de gestão. O governo nomeou esta semana os novos gestores e colocou o deputado municipal Delfim Rodrigues à frente do Conselho de Administração (CA) e o antigo governador Civil Ribeiro da Silva no Conselho Consultivo.

Notícia da comunicação social, dia 30 de Março de 2012

Advertisement

JUSTIÇA INVESTIGA CONTRATAÇÂO DE AMIGOS E FAMILIARES NA INSPECÇÂO DE TRABALHO (MAS NÂO SÓ…)

Ø

1.

É mais um caso que o inspetor geral do Trabalho, José Luís Forte, enfrenta, numa altura em que as denúncias de irregularidades sob a sua gestão não param e já levaram o próprio a abrir um inquérito interno. O DN teve acesso às denúncias e aos documentos internos da autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e revela que uma das candidatas num concurso de técnicos superiores intentou uma ação judicial contra um alegado «vício» do concurso. Em causa está o facto de entre os 25 escolhidos estarem nove «amigos» de atuais ou antigos funcionários daquela entidade. Suspeitas de corrupção e tráfico de influências estão na base de outras queixa crime.

Capa DN dia 9 de Fevereiro de 2012, sobre notícia da página 10

Ø

2.
Assunção Cristas, nomeia a irmã de Paula Teixeira da Cruz para o cargo de sub-directora geral do do ordenamento do território e do desenvolvimento urbano.
Ø
Diário da República- 27 de Janeiro de 2012
Ø

Concurso Publico?

Não houve.

Quem ficou incomodado com isto ?

Um mero general.

Ø

Director do IGP demite-se com críticas a Assunção Cristas

Carlos Mourato Nunes queixa-se de nunca ter sido ouvido pela ministra da Agricultura. Paulo Correia irá suceder-lhe

O director do Instituto Geográfico Português (IGP) demitiu-se, manifestando «estranheza» e «desencanto» com a ministra Assunção Cristas e alegando nunca ter sido ouvido sobre a nova orgânica do ministério da Agricultura, que considera «redutora» e «minimalista».

Na carta enviada na semana passada a Assunção Cristas, a que a agência Lusa teve acesso, Mourato Nunes, tenente-general e também ex-comandante geral da GNR, considera mesmo que a nova orgânica do ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território (MAMAOT) – onde o IGP é extinto e integrado na Direcção-Geral do Território – representa «uma oportunidade perdida» e «não serve os interesses do país».

Ø

Notícia da comunicação social, dia 24 de Janeiro de 2012

Ø

Nepotismo (do latim nepos, neto ou descendente) é o termo utilizado para designar o favorecimento de parentes (ou amigos próximos) em detrimento de pessoas mais qualificadas, especialmente no que diz respeito à nomeação ou elevação de cargos.

Ø

Wikipedia

Para um General sair tem que entrar alguém.