DISSIDENTE-X

Archive for the ‘PORTUGAL’ Category

AS NECESSIDADES POLÍTICAS DO NEOLIBERALISMO SÃO CLARAS (O CDS e o PSD tem que ir embora)

Ø

As necessidades políticas do neoliberalismo visando aplicar-se a uma sociedade que está farta de neoliberalismo são óbvias.

O neoliberalismo económico tem a necessidade de “evoluir” para um controlo cada vez mais apertado da população que oprime.

E tem que evoluir para isso porque as desigualdasdes sociais e políticas decorrentes do neoliberalismo são sempre cada vez mais elevadas.

E só através da implementação de uma ditadura informal consegue fazer com que esta filosofia miserável de organização da sociedade seja parcialmente aplicada.

Ø

O Neo liberalismo económico quando começa a ser aplicado,  cria pobreza – como o comunismo cheio de boas intenções o fez.

O Neo liberalismo económico quando começa a ser aplicado cria bolsas de privilegiados –   como o comunismo cheio de boas intenções o fez.

O Neo liberalismo económico quando começa a ser aplicado cria inimigos externos e internos – como o comunismo cheio de boas intenções o fez.

Rejeitamos o comunismo.

Devemos ter o dever de rejeitar o neoliberalismo.

Rejeitar lixo que apenas mudou de nome é a atitude certa a fazer.

Ø

No comunismo eram os apparatchiks e os membros do partido. Cheios de boas intenções…

No neoliberalismo são os apparatchiks partidários e os gestores de empresas, empresários em certas áreas, escritorios de advogados, e demais parasitas acoplados, ajudados por políticos corruptos e professores universitários, quase todos eles membros de um ” grande partido,” o partido da kakistocracia.

Cheios de boas intenções.

Ø

Onde é aplicada esta filosofia profundamente malévola, psicopata e tecnicamente incompetente, as sociedades empobrecem e as castas de kakistocratas florescem.

vitor-gaspar- NAO SEI

PORTUGAL, UM PAÍS SEMI ANESTESIADO E QUE RECUSA MUDAR

Ø

Um pais semi anestesiado.

Em que corruptos e imbecis chegam ao poder e a maior parte da populaçao ainda aplaude como se fossem focas de circo amestradas ou nao se importa.

E perante o evidente descalabro, nao muda, o que é o mais grave.

Parece que há um fascinio pelo abismo por parte dos portugueses.

Olhar para lá deve ter propriedades de intensificação do desejo sexual…

Só assim se explica o actual estado da situação.

Ø

Estamos em 2013 e os palhaços corruptos e traidores ainda estão em funções.

Written by dissidentex

20/03/2013 at 20:25

PORTUGAL ESTÁ EM GUERRA (O CDS e o PSD tem que ir embora)

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - GOVERNO DE PORTUGAL EM GUERRA COM OS PORTUGUESES

Ø

O nosso país vive actualmente um processo de destruição sem precedentes. O período que estamos a atravessar já é um dos piores da nossa história em matéria de destruição de empresas, de emprego mas também de vidas. A recessão agrava-se, o desemprego atinge recordes, o défice orçamental fura todas as metas, a dívida pública aumenta mas a estratégia para o ajustamento e para sair da crise continua sem alterações. Entre a estratégia de dominação económica alemã, o fanatismo autista do ministro das Finanças e a incapacidade para liderar e defender o país do primeiro-ministro, os portugueses vão assistindo à destruição de Portugal. Querem que acreditemos que não temos alternativa e que, portanto, teremos de continuar a sujeitarmo-nos aos interesses dos credores externos. Será, no entanto, a política que nos destrói a economia em nome dos interesses dos credores, a principal causa da incapacidade de o nosso país vir a pagar a totalidade do que deve. Sim, estamos em guerra. As armas são diferentes das usadas nas guerras tradicionais mas não deixam de ser devastadoras. As armas usadas contra nós são a austeridade, o programa de ajustamento que a consagra, os juros que os nossos credores nos cobram e a ameaça de isolamento com que nos chantageiam. Enquanto os líderes nacionais não perceberem que têm de fazer política continuaremos a assistir à destruição do nosso país. Sim, também temos as nossas armas. A principal arma de um devedor é a própria dívida e, em nenhum momento, deve sair de cima da mesa das negociações. Não é no entanto a única. Uma verdadeira negociação entre estados, para ter sucesso, não pode ficar confinada a quatro paredes. Portugal deve fazer pressão pública, promover ativamente alianças com outros países, aproveitar a energia dos protestos dos portugueses como instrumento de pressão negocial e, em última análise, rejeitar mesmo a aceitação de condições de ajustamento suicidas.

Ao primeiro-ministro e ao ministro das Finanças exige-se que façam política; ou sabem interpretar e estar à altura do momento histórico que vivemos ou é melhor deixarem que sejam outros a escrever a história.  

Ø

Artigo de opinião, comunicação social, dia 20 de Março de 2013

Ø

VITOR GASPAR - O GOVERNO DE PORTUGAL EM GUERRA COM OS PORTUGUESES

VÍTOR GASPAR – A INCOMPETÊNCIA ELEVADA AO QUADRADO, AO CUBO, AO LOSANGO, AO TRIÂNGULO ISOSCELES E DEMAIS FORMAS GEOMÉTRICAS QUE EXISTAM (O CDS e o PSD tem que ir embora)

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - QUEDA DO GOVERNO EM 2013

Ø

vitor gaspar - os numeros negros de 2014

Com o fim da sétima avaliação do programa de ajustamento, o Governo já acertou as previsões macroeconómicas para os próximos anos. Crescimento do PIB, défice, dívida, exportações e desemprego. Conheça as previsões do Governo:  

Para a economia, o Governo previa -1% em 2013 mas espera agora -2,3%, por outro lado, o desemprego irá disparar para 18,2% – o que traduz um forte agravamento face aos 16% inicialmente esperados -, sendo que ainda subirá para 18,5% em 2014. Diz Gaspar que “a evolução inter-anual será muito marcada. 

O desemprego poderá atingir um valor de quase 19 %, começando a diminuir só em 2014″.   Já a dívida pública atingirá o pico em 2014, ascendendo então a 124% do PIB, valor que o ministro das Finanças justifica como sendo resultado da “nova trajectória orçamental”.   

Com o veto da Euostat à utilização das receitas de concessão da ANA – Aeroportos para redução do défice, o desequílibrio entre receitas e despesa de 2012 será de 6,6% – o que traduz uma derrapagem de 1,6 pontos percentuais face ao que estava previsto. Para éste e´os próximos anos, as metdas do défice também foram revistas. 

 O novo calendário e metas de défice apontam agora para um desequilíbrio de 5,5% em 2013; 4% em 2014 e 2,5% em 2015. Apesar das novas metas, Vitor Gaspar precisou que não está em causa mais tempo nem mais dinheiro. “O programa terminará em junho de 2014. Trata-se sim de alargar o prazo de forma a atingir  um défice orçamental inferior a 3% já em 2015”. 

Mas os números de Gaspar não ficam por aqui, e também as exportações sofreram uma “revisão em baixa face ao cenário estabilizado no final do quinto exame”. Assim, o Governo antecipa, um crescimento de 4% em 2012; e um abrandamento enorme para 2013, com as exportações a crescerem apenas 1,8% (antes previa 1,9%). 

Em 2014, Gaspar antecipa um crescimento de 0,6% das exportações liquidas; para 2013 preveem-se 1,8%  e em 2012 o valor situou-se nos 4,4%. De qualquer forma, este ano o Governo ainda prevê um ligeiro aumento no último trimestre do ano. O mesmo vai acontecer com a procura interna, que terá somado perdas de 7% em 2012 e 4,1% em 2013.

Em 2014, a procura interna irá ficar em 0%. Anteriormente, o Governo previa que em 2014 a procura interna já estivesse positiva, em 0,3%.

Ø

Notícia da comunicação social sobre o mirabolante, fantástico, excelente, estratosférico, gongórico etc e tal, Vítor Gaspar que não acerta uma previsão nem um número seja do que for, (mesmo depois de já ter acontecido) dia 15 de março de 2013,  ou seja é completamente incompetente e dogmático

Ø

vitor-gaspar- NAO SEI

MIGUEL RELVAS CULPA OS MAIS VELHOS PELA EXISTÊNCIA DE DESEMPREGO (O CDS e o PSD tem que ir embora)

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - MIGUEL RELVAS - ETICA DESCARTAVEL

Ø

MIGUEL RELVAS - HÁ DEMASIADOS INSTALADOS E POR ISSO HÁ DESEMPREGO

Ø

Notícia da comunicação social , sobre a estupidez e a ignorancia que não tem limites, dia 18 de Fevereiro de 2013

Ø

MIGUEL RELVAS - LAPA AGARRADA A ROCHA

O milhão e meio de pessoas que estão neste momento desempregadas em portugal, não trabalham porque há instalados, explica-nos está luminária.

Supõe-se, perante as palavras desta coisa que é ministro, que quem está empregado deva suicidar-se, para favorecer a criação de emprego a quem não está empregado…

Ø

PEDRO PASSOS COELHO E MIGUEL RELVAS - PROPAGANDA

Written by dissidentex

20/02/2013 at 19:58

OS ÊXITOS DO PSD: CONFERÊNCIA PARA ENVOLVER A SOCIEDADE CIVIL NO PALÁCIO FOZ CUSTOU MAIS DE 11 MIL EUROS POR DOIS DIAS

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - HONESTIDADE E MENTIRA

Ø

CONFERENCIA DA REFORMA DO ESTADO - 11 MIL EUROS

Ø

” A resposta de Moedas surge depois da polémica que ocorreu aquando da realização da conferência, com vários órgãos de comunicação a protestar pelo facto de os jornalistas não poderem citar os participantes, o que, na opinião dos deputados socialistas autores da pergunta, viola a liberdade de imprensa. Na pergunta, os deputados do PS  Pedro Delgado Alves, Maria de Medeiros e Manuel Seabra criticam que a conferência tenha sido anunciada como iniciativa aberta e afinal ter restringido a cobertura noticiosa, com vários órgãos de comunicação a fazer black out ao evento. Os deputados lembram que, “no quadro constitucional em vigor entre nós, a liberdade de imprensa representa uma liberdade fundamental indispensável à salvaguarda do regime democrático”, e defendem que, tratando-se de uma iniciativa “co-organizada pelo governo, se impõe o respeito integral pelo regime dos direitos, liberdades e garantias”.
Na resposta, Carlos Moedas justifica a opção por uma conferência à porta fechada, sem que os jornalistas pudessem citar directamente os participantes, dizendo que a responsável pela organização do evento, Sofia Galvão, informou o executivo de que “iria utilizar regras sobre atribuição de citações habitualmente aplicadas em encontros nacionais e internacionais, regras essas que visam encorajar uma discussão descomprometida, interactiva e profícua”. O responsável clarifica ainda que, ao contrário do que foi tornado público, o executivo não irá divulgar qualquer síntese do que aconteceu e os registos em vídeo apenas servem para arquivo e que “contribuíram para a tarefa de elaboração do relatório final”.”

Ø

Notícia da comunicação social, dia 20 de Fevereiro de 2013

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - CONTRA O DESPESISMO DO ESTADO EXCEPTO SE NOS BENEFICAR A NOS

(NÃO ) CRESCIMENTO ECONÓMICO EM 2013 (O CDS e o PSD tem que ir embora)

Ø

PASSOS COELHO E O PROGRAMA DE MENTIRAS NOVAS

Ø

crescimento economico - previsao 2013

Fonte: The economist, uma revista progressista marxista… dia 3 de Janeiro de 2013