DISSIDENTE-X

Posts Tagged ‘BRAGA

O PSD E O CDS MANDARAM A PSP USAR GÁS PIMENTA PARA DISPERSAR MANIFESTAÇAO DE ESTUDANTES EM BRAGA (O CDS e o PSD tem que ir embora)

Ø

PEDRO PASSOS COELHO -  ODIO A TODOS

Ø

PSP USA GÁS PIMENTA PARA DISPERSAR MANIFESTANTES EM BRAGA

Ø

Notícia da comunicação social, dia 18 de Janeiro de 2013

Ø

DEMOCRACIA DO PSD EM FUNCIONAMENTO

O JORNAL “A BOLA”, COMO EXEMPLO DA PROPAGANDA DAS VITÓRIAS MORAIS DA TRETA

Quando o jornal “BOLA” era um jornal a sério, feito por jornalistas a sério, que percebiam mesmo de futebol, nunca uma capa como esta seria feita.

Mas isso acontecia quando este jornal era um jornal à sério.

Nos dias de hoje, existe apenas a falta de talento.

E existe apenas a vontade de gozar com os leitores do jornal, feita por quem faz o jornal.

Personagens que já estão a  “borrifar-se” para quem lê o jornal e quem o compra.

Ø

Com efeito, para o jornal a Bola, entramos na categoria “vitórias morais de Portugal”…

Não deixa de ser triste observar  um jornal  – que já foi uma coisa de jeito – entrar pelos caminhos da propaganda rasca e do pretenso “elevar do espirito positivo dos portugueses” com a exaltação de pseudo vitórias desportivas de grande importância.

Ø

As “vitórias categóricas”de Braga e Sporting foram obtidas contra o Birmingham City – que está estacionado na segunda divisão inglesa a meio da tabela – e contra o Fc Zurique, que está no lugar 7 ( num campeonato de 10 equipas da suíça, esse país notoriamente conhecido por fabricar bons futebolistas e maus relógios).

O Birmingham City e o Fc Zurique não são equipas constituídas por padeiros e canalizadores que se juntam ao fim de semana para jogar à bola, mas também não são colossos do futebol europeu, longe disso.

Portugal manda na Europa, em quê?

Isto parece uma capa de propaganda feita num qualquer país totalitário ou numa República das bananas sul americana.

Ou ambas.

PORNOCRACIA- OU COMO A CENSURA EM PORTUGAL ESTÁ DE VOLTA

leave a comment »

a-origem-do-mundoPor causa desta imagem de Courbet colocada na capa de um livro, que estava a ser promovido numa feira do livro na cidade de Braga, Portugal, no dia 25 de Fevereiro de 2009, alguém chamou a policia e esta apreendeu todos os exemplares do livro que se chama Pornocracia, da autora francesa Catherine Breillat.

O novo Portugal democrático agora é isto…

Ø

Cite-se o blog Obvious:

Estávamos em 1866 e Courbet era já um pintor conhecido em França pela sua destreza técnica mas sobretudo pela sua atitude crítica e corrosiva em relação à sociedade e moral burguesas, que não perdia ocasião de afrontar. Courbet era um socialista convicto, arrogante e autoconfiante, é preciso dizer. No entanto talvez isso não baste para justificar a obra que realizou nesse ano e que havia de o celebrizar mais do que todas as outras. Ao representar frontalmente as coxas e o sexo de uma mulher, A Origem do Mundo abalou profundamente o meio artístico da época. E não só!

Ø

O quadro é profundamente perturbador ou mesmo chocante. O incómodo sentido pelo observador ao olhar de modo tão directo para o sexo que ali se exibe ostensivamente é enorme. Há uma espécie de pudor, de vergonha quase instintiva que se revela em nós ao observá-lo. Mais do que violentar a intimidade do objecto retratado, o artista violenta o público. De resto, Courbet adorava fazê-lo embora nunca tivesse ousado ir tão longe. Porque se atreveu desta vez?

Ø

Esta tela surge assim como um manifesto contra o academismo mas também contra a falsidade vigente na Arte e na Sociedade oitocentista. Representa a libertação definitiva do artista de todos os estereótipos! Significativo é o facto da polémica se ficar a dever ao tema e à forma como foi abordado e não às qualidades pictóricas do quadro – se estava bem pintado ou não. A Origem do Mundo foi uma obra inspirada, visionária talvez, um acto estético da maior importância e uma obra de arte de primeira grandeza. A Pintura Moderna talvez tenha começado aqui, com origem no sexo de uma mulher.

Ø

E cite-se o JN:

A apreensão pela PSP, anteontem, de cinco exemplares de um livro com uma capa considerada pornográfica” – “Pornocracia”, de Catherine Breillat – era assunto obrigatório entre os visitantes, a maior parte dos quais contra a intervenção policial.

…É o caso de Bruno Mendes, para quem o incidente reflecte o estado actual do país: “Há cada vez mais descontentamento das pessoas, o que leva a mais acções de controlo por parte das forças policiais”. O jovem, que fez questão de se dizer de “direita”, estranha a acção da Polícia face ao livro em questão, pois “já vi que há outros com conteúdos e capas piores expostos por aí”.

…É assim que se sente o livreiro António Lopes…“Sei que a PSP não recebeu ordens do Ministério da Cultura, mas a verdade é que se sentem, actualmente, à-vontade para adoptar medidas deste género”, critica.

Ø

Importa perguntar:

e porquê  – exactamente agora – se sentem à vontade para adoptar medidas deste genero?