DISSIDENTE-X

Posts Tagged ‘MIGUEL RELVAS

GOVERNO DO PSD MANDA FAZER 100 LIVROS E PAGA 12 MIL EUROS POR AJUSTE DIRECTO A UMA GRÁFICA (mas estamos em austeridade…)

Ø

Ø

Notícia da comunicação social, dia 14 de Fevereiro de 2012

Ø

Ø

Imagem acima: site “despesa publica”, acedido no dia 15de Fevereiro de 2012

Ø

O incompetente que julga que o Estado é sua propriedade pessoal e manda gastar este dinheiro já mandou gastar mais… previamente…

Ø

Imagem acima: site “despesa pública”, acedido a 15 de Fevereiro de 2012

O PSD, MIGUEL RELVAS E A PROPAGANDA IMCOMPETENTE E O AUTO ELOGIO DISPARATADO

«Há dois meses Portugal e a Grécia estavam no mesmo comboio, dois meses depois já ninguém na Europa ou no mundo confunde Portugal com a Grécia. Nós estamos no caminho certo», referiu, à margem das jornadas parlamentares do PSD.

Miguel Relvas sublinhou que «hoje Portugal está noutro ritmo». É óbvio que o que se passa na Grécia nos preocupa a todos, aos países menores e maiores, com mais ou menos dificuldades na Europa, agora isso não pode nem vai ser inibição» para o rumo de reformas em Portugal, acrescentou.»

Ø

Miguel Relvas, aparentemente e só, ministro da propaganda, declarações à comunicação social, dia 12 de setembro de 2011.

Ø

Ø

Propaganda é um modo específico de apresentar informação sobre um produto, marca, empresa ou política que visa influenciar a atitude de uma audiência para uma causa, posição ou actuação.[1] Seu uso primário advém de contexto político, referindo-se geralmente aos esforços de persuasão patrocinados por governos e partidos políticos.

Ø

Nota: nem sequer ao descrito na definição da Wikipédia, o Relvas consegue chegar.

Wikipedia, Propaganda, acedido no dia 14 de setembro de 2011

Written by dissidentex

15/09/2011 at 19:11

O PSD COMBATE O DESEMPREGO DESPEDINDO PESSOAS

No dia 7 de Fevereiro de 2011, o actual ministro da administração interna afirmou o seguinte:

Ø

“…Domingo, o líder parlamentar do PSD, Miguel Macedo, acusou José Sócrates de mentir quando afirmou que os sociais-democratas querem despedir funcionários públicos como caminho para reformar o Estado.

Ø

Notícia da comunicação social, dia 7 de Fevereiro de 2011.

Ø

Miguel Relvas responde que José Sócrates é que foi insensato quando disse que o PSD queria dispensar funcionários públicos.

Notícia da comunicação social, dia 7 de Fevereiro de 2011.

Ø

“O PSD não vai despedir funcionários públicos caso venha a ser Governo. A garantia foi deixada por Eduardo Catroga, para quem o emagrecimento do Estado “gordo paralelo”, como disse, poderá acontecer “através da gestão dos movimentos de entradas e saídas” e de rescisões voluntárias.”

Ø

Eduardo Catroga, declarações à comunicação social, dia 9 de Maio de 2011.

Ø

Dois terços dos colaboradores das Obras Públicas despedido

Na prática, o Governo não precisa qual será o número de funcionários do antigo Ministérios das Obras Públicas, Transportes e Comunicações que serão despedidos. No final de 2010, este ministério empregava 2.689 funcionários. Se a medida incidir sobre este universo, o despedimento poderá afectar 1.900 funcionários do extinto Ministério das Obras Públicas.

Ø

Notícia da comunicação social, dia 22 de Julho de 2011

O PSD, PEDRO PASSOS COELHO, MIGUEL RELVAS E OS MINISTÉRIOS QUE JÁ NÂO SÂO SÓ 10

Como já tinha salientado AQUI

Ø

Os 10 ministérios do Governo reduzido de Passos Coelho

Líder do PSD quer juntar Justiça e Administração Interna, num Governo só com 10 ministros e 25 secretários de Estado.

Caso vença as eleições de 5 de Junho, Passos Coelho quer um Governo reduzido, só com 10 ministros e 25 secretários de Estado, e prepara-se para juntar o Ministério da Justiça com o da Administração Interna, com um secretário de Estado para cada uma destas duas pastas.

Ø

Pedro Passos Coelho, declarações à comunicação social, dia 14 de Maio de 2011

Ø

Na RTP, Miguel Relvas assumiu que não haverá redução no número de ministérios, antes existirão “ministros com mais responsabilidades”.

“…Relvas lembrou que a redução do número de ministérios seria um “processo jurídico longo com a alteração de leis orgânicas”,…”

Ø

Miguel Relvas, número 2 de Pedro Passos Coelho, declarações à comunicação social, dia 13 de Junho de 2001.

Ø

Um processo jurídico longo com a alteração das leis orgânicas era uma coisa que não se sabia previamente a ter-se mandado declarações para a comunicação social, em campanha eleitoral, a falar em reduções do número de ministros…

Era segredo e ninguém sabia que se tinha que alterar leis orgânicas… e que isso leva tempo…