DISSIDENTE-X

Posts Tagged ‘TOUPEIRAS

ORGULHO DE PORTUGAL? CERTAMENTE QUE NÃO…

leave a comment »

Hoje é dia 19 de Junho de 2008, dia da toupeira e do morcego a voar de dia que apoiam a selecção nacional.

O meu pai trabalha numa empresa que necessita, desde há uns dois meses, de uma determinada profissional especializada numa dada área.

A gestora da empresa publicou anúncios de emprego procurando pela determinada pessoa com as características especificas necessárias para o trabalho em questão e que não são fáceis de encontrar.

Há uns 8 ou 9 dias respondeu uma pessoa ao anúncio. Uma rapariga relativamente jovem, à volta dos 30 anos. esta rapariga não tinha experiência mas respondeu na mesma. A ideia era a pessoa ficar lá um dia à experiência para que, os que já lá estavam, aferissem das qualidades da pessoa para a especificidade do trabalho.

A pessoa não ficou, porque não tinha qualificações, embora pedisse por tudo, desesperada, para ficar lá, dado estar a passar dificuldades económicas e ser por isso que tinha respondido ao anúncio de emprego.

Hoje é dia 19 de Junho de 2008, dia da toupeira e do morcego a voar de dia que apoiam a selecção nacional.

No dia 17 de Junho de 2008, surgiu outra pessoa a responder ao mesmo anúncio. Uma senhora de 60 anos de idade, desesperada pelo emprego.

A senhora não ficou, porque não possuía nenhumas qualificações para o emprego em questão, embora tivesse pedido muito para ficar porque estava desesperadamente a necessitar do emprego.

Possuindo a empresa um refeitório para se tomar as refeições, os empregados trazem as suas próprias refeições.

Causou muita impressão a quem lá estava o facto de esta senhora de 60 anos, ter almoçado, uma maça e um sumo.

Nada mais.

Isto é fome.

A pessoa que teve que tomar a decisão de não contratar a pessoa ficou bastante perturbado com isso, em face do que viu e pelo facto de ter efectivamente percebido que aquela senhora de 60 anos estava realmente com problemas sérios, a passar mal e com fome.

Foi colocado num dilema moral terrível.

Temos que sentir orgulho por vivermos numa sociedade que coloca dilemas morais terríveis como estes aos seus cidadãos e lhes diz que isso é bom?

Temos que sentir orgulho de um país que deixa os seus cidadãos nestas condições?

Hoje é dia 19 de Junho de 2008, dia da toupeira e do morcego a voar de dia que apoiam a selecção nacional.

No dia 18 de Junho de 2007, um cliente queria um fato de gala ( esta empresa produz roupa), feito à medida. Apareceu às 10 para as 6 da tarde ( a empresa fecha ás seis ) pedindo com urgência o fato de gala nesse mesmo dia, a estar pronto no dia seguinte.

A urgência do pedido devia-se ao facto de o senhor que requereu este fato de gala, ter que ir no dia seguinte, hoje dia 19 de Junho de 2008, até á Áustria para participar num acontecimento muito importante.

Um baile.

Temos que sentir orgulho por um país destes onde no espaço de 24 horas uma pessoa de 60 anos com fome coexiste com outra pessoa que vai até à Áustria participar num baile de gala?

Temos que sentir orgulho deste país em nome de quê?

Apenas sinto um virulento sentimento de desprezo e asco por um país que trata tão mal os seus cidadãos. Mas não todos os seus cidadãos.

Hoje é dia 19 de Junho de 2008, dia da toupeira e do morcego a voar de dia que apoiam a selecção nacional.

SELECÇÃO NACIONAL. TOUPEIRAS E MORCEGOS.

leave a comment »

Winston Churchill:

Se Hitler invadisse o Inferno a Grâ-Bretanha assinaria um pacto com o Diabo.

Num destes dias tive um sonho acerca do inferno. Um sonho muito particular acerca do Inferno.

Dizem por aí que eu não sonho, mas tal não é verdade. Neste inferno muito particular de um sonho muito específico, estava eu num cemitério a dormir uma sesta quando acordei. Assisti ao espectáculo da visão de mercenários saídos das tumbas onde estavam, que se reuniam em parada para formarem um exército de assalto, as legiões do Inferno. Máquinas sub humanas mortais de guerra que iriam atacar a humanidade e destrui-la, sem piedade nem pena.

E observei, como que paralisado no meu sonho, mas vendo-me a mim mesmo a olhar para a acção que decorria diante dos meus olhos, os mercenários do inferno a soltarem guinchos pela dor de outros, esqueletos em crânios com esgares ferozes e demoníacos, em êxtase pela perspectiva de sangue fresco e almas puras para arrebanharem.

Apesar de tudo estava eu, muito satisfeito pela relativa normalidade da narrativa no meu sonho quando de repente… no meu normal sonho…sobre esqueletos e legiões do inferno…

as faces esqueléticas das legiões do Inferno começaram lentamente a transformar-se. De esqueletos demoníacas sedentos de sangue e almas para…lentamente…

de uma forma difusa e como um nevoeiro…insidioso que se impregna nos nosso ossos como cacimbo matinal olhado de um penhasco…

para

toupeiras.

TOUPEIRAS DA SEÇECÇÃO

Uma mudança no sonho, ou como diria um qualquer político português, uma mudança de paradigma competitivo.

Em vez de legiões do Inferno que gritavam pela dor das almas e pelo sangue dos inocentes, observei espantado e extasiado pelotões de toupeiras… companhias de toupeiras… exércitos de toupeiras… equipados com a camisola da selecção nacional de Portugal marchando de forma desordenada através de ruas destruidas. Aos pulos e aos saltos…

Estas toupeiras tinham além disso o estranho hábito de marcharem chocando umas com as outras enquanto comiam entremeadas e bifanas e bebiam cerveja por garrafa.

Nesta altura senti de súbito um estranho desejo a formar-se em mim. Comecei a desejar que a imagem inicial dos esqueletos das legiões do inferno em vez desta estranha aglomeração de toupeiras. Com esqueletos demoníacos podemos lidar. Com exércitos de toupeiras…

corn flakes de carne de porcoDepois ainda algo mais estranho aconteceu. Um intervalo publicitário aconteceu no meu sonho e um dos mais extraordinários produtos publicitários que já alguma vez tinha esperado aparecer, surgiu durante o intervalo publicitário de 30 segundos do meu sonho.

Um anúncio entusiasmado mostrando toupeiras gordas a publicitarem flocos de carne de porco numa nova e inovadora incursão pela gama de produtos de emagrecimento e Light.

O slogan era ” O Modelo Continente apoia a nossa selecção”. Os nossos heróis comem Flakes carne de porco. E você, toupeira? De que está à espera para apoiar a nossa selecção. Compre já Flakes carne de porco e apoie a nossa selecção!

Logo após o intervalo publicitário estranhíssimo surgiu outra imagem acerca deste sonho. A visão aérea mais estranha e peculiar.

Morcegos a voar de dia equipados com a camisola da selecção nacional.

Estes morcegos nas sua acrobacias aéreas durante o dia, e por via disso, chocavam uns com os outros, chocavam com postes de iluminação, chocavam com tudo o que estava estático e chocavam com algumas toupeiras do exército de toupeiras equipado com as camisolas da selecção nacional.

Vi algo de extraordinário, um morcego que chocou com uma toupeira e após o choque, começaram ambos a debater animadamente o acidente usando um combate de boxe mutuo para tal, procurando definir qual a razão do choque entre ambos.

Até que… o sol pós-se por instantes tapado por uma nuvem e…

uma sombra caiu momentaneamente sobre ambos. O morcego e a toupeira perceberam que estavam ambos equipados com as camisolas da selecção nacional e rapidamente se tornaram grandes amigos. Começaram muito depressa a partilhar umas entremeadas e umas cervejas Sagres. E começaram a falar das suas experiências na Suíça onde ambos eram imigrantes.

Pode uma selecção nacional que é apoiada por toupeiras e morcegos ganhar?

Deverá eticamente desejar-se que ganhe?