DISSIDENTE-X

ECOLOGIA, ECOSSISTEMA Damaia – Amadora.

leave a comment »

Este post deve ser lido em conjunção com o post Eco sistema de Vallecas

Na magnifica localidade ao redor da Amadora chamada Damaia, a Saint Tropez e Aspen da Amadora – uma terra magnifica, a que não aconselho ir de forma alguma, sem ir equipado de armadura e lança chamas, num suave dia de Agosto do ano de 2007, por lá passava eu … rapidamente e em transito para outro lado.

Quando descubro, vislumbro, e contemplo, emocionado, esta magnifica e resplandecente pérola do autarquismo pós 25 de Abril de 1974, e da construção civil, estilo pato bravo Arquitectura e do Design Moderno e Elegante. Um complexo ecossistema prédio?!mal feito como o raio que o parta a ser construido perto quase em cima de outros ecossistemas prédios com a maior das calmas e financiado pela União Europeia.

E agora que vi o Ecossistema de Vallecas – essa obra menor, por comparação – não posso, em boa consciência, deixar de mencionar o Ecossistema da Damaia – Amadora

Observemos a fotografia numero 1 e fiquemos deliciados com a profundidade estética e arquitectónica da mesma. O estilo estilístico poético gnoseológico que dela emana:

ARQUITECTURADEPONTA1

Peço que reparem que aquela zona do lado direito ao lado do poste de iluminação vai ligar ao prédio que está ali. Brilhante. Revolucionária concepção.

Muito útil para treinar salto a vara entre prédios. Ecológico e desportivo simultaneamente.

O outro prédio que se vê ao centro da imagem ficará com esta nova torre de menagem a ser construida a menos 4 metros de distancia. É um encurtamento da distância com nuances ecológicas e estéticas. Para fomentar a boa vizinhança.

Alguns espíritos invejosos e anti patrióticos poderão, desorientados como estão, argumentar que o hipertiroídismo do tijolo é prejudicial à Pátria. Mas não passam de invejosos despeitados que não conseguem apreciar a beleza do betão todo ele aglomerado como se estivesse dentro de uma cabine telefónica.

ARQUITECTURADEPONTA2

 

Já aqui em cima – na fotografia número 2 – decidi deliciar-vos com uma nova e diferente profundidade estética – a mesma imagem mas fotografada para a esquerda numa deriva ideológica fotográfica.

Aquele edifício caixote quadrado que se vê ao centro da imagem e cinzento – perguntei – é o CINE Dom João V (o Dom João V deve estar satisfeito a dar voltas no túmulo…) e vai ficar com o novo prédio como homenagem quase a ele encostado.

É um tributo póstumo que lhe é feito. O CINE Dom João V está semi abandonado. Porque semi abandonado, melhor podemos contemplar o silencio poético que envolve esta obra. Pertence à magnifica Câmara Municipal da Amadora.

Esta câmara municipal é autora da atribuição do alvará de construção deste Ecossistema Damaia – Amadora. Muito Obrigado por o terem feito.

As influências neo góticas estilo RDA, rupestres, verificam-se numa demonstração de nojo arrojo. A construtora San José edifica esta nova obra para a qual me faltam palavras. Tanto bom gosto e ejaculação do cimento e betume deixam-me com lágrimas de comoção nos olhos.

Como já afirmei é “Estética RDA Pura”. Só mesmo Portugal para chegar à estética RDA quando a RDA como país já não existe há 17 anos. A recuperação da tradição faz-se! Digam o que disserem!

ARQUITECTURADEPONTA3

Na fotografia 3, temos algo completamente diferente. Uma incursão pelos caminhos do breu, mas semeados de arte. E da momentânea falta de lâmpadas ecológicas. Mas por enquanto.

Temos a imagem visionada de um sitio/lado oposto e que nos permite ver o que vai separar o CINE Dom João V e o Ecossistema Damaia -Amadora prédio?! que desabrocha como uma flor. Esta foto é tirada do lado oposto em relação às outras duas numa manifestação de arrojo estético da minha parte. Podemos também observar partes da deslumbrante colecção de Arte Moderna do senhor Joe Berardo nas paredes, numa recente exposição itinerante que por ali passou.

Que não se diga que o esforço de levar a cultura pós moderna ao povo não é feito.

ARQUITECTURADEPONTA4

Já aqui, na fotografia número 4, somos agraciados com a visão espasmódica e escatológica longitudinal ligeiramente torta de, sim, é isso e adivinharam;um «tapume de obras». A segurança deve vir sempre em primeiro lugar. As preocupações com a segurança são apanágio das democracias evoluidas do século 21.

O conceito revolucionário aqui presente neste Ecossistema Damaia -Amadora, é a visão de umas escadas de serviço do prédio que já existe construidas para estarem quase coladas ao prédio Ecossistema que se está a construir. A ecologia aqui manifesta-se pela corrente de ar que a tensão arquitectónica entre ambos faz acontecer. Funcionam, desta forma como “eco-evaporadores – recicladores de O2 em turbilhão incandescente”. Os designers que pensaram nisto estão de parabéns. A ordem do Infante espera por eles no próximo 10 de Junho.

No futuro todos nós experimentaremos à porta de casa no nosso meio da rua prédios Ecossistemas ecológicos como este a serem construidos ao lado dos nossos prédios e habitações. Absolutamente normal neste magnifico país que caminha glorioso em direcção ao futuro.

Porquê? Porque a ecologia arquitectural moderna portuguesa está a tomar conta das ruas, lançando-nos na modernidade. É uma “Movida” mas à portuguesa. O que é absolutamente anormal é existirem ruas a separar prédios e tal construção de design passivo deve ser banida.

ARQUITECTURADEPONTA5

 

Na 5ª fotografia, decidi que não deveria cansar a vista dos meus muitos milhares de leitores com a alegria de contemplarem este Ecológico Ecossistema Damaia -Amadora– ainda poderia alguém ter algum enfarte de miocárdio ou AVC, com tamanha alegria perante o progresso visível, e decidi fotografar num ângulo superior e por outro lado.

Neste Ecossistema Damaia-Amadora, cheio de surpresas, somos mais uma vez, surpreendidos. São surpresas dentro de surpresas. Consegue-se perceber – do lado direito – que existe uma parte branca e cor de rosa cheia de fuligem neo gótica. É o jogo de cores ecológico e ambiental lembrando os bons amaciadores de roupa para a deixarem felpuda e suave.

Por detrás temos a nova «WTT». A ” World Trade Tower” desta abençoada aldeia Megalópole de 30 mil habitantes pertencente ao Concelho da Amadora. Que agora foi designada para ter aqui um Ecossistema Ecológico. Bem hajam, planeadores urbanísticos.

Mas também há um espaço Art Deco, no meio. Um guindaste de obras – à época em que a fotografia foi por mim tirada, apenas e só ali colocado, para representar a dimensão fálica desta construção.

Isto carece de explicação.

As pessoas, criaturas simples e ignorantes, olham e vêem um guindaste. Mas na realidade isto é uma técnica subliminar. Através desta técnica subliminar – mostrando o guindaste erecto no ar – a Câmara da Amadora está, na realidade, a incentivar à natalidade dos Amadorenses – ou seja a incentivar mentalmente e psicologicamente os Damaienses e os Amadorenses a procriarem e a contribuirem para reduzir os problemas de natalidade do nosso país. Tudo em “São Ambiente Ecológico”.

ARQUITECTURADEPONTA6

Já na 6ª fotografia os simpáticos milhares de visitantes deste blog são convidados a ver o caminho oposto que leva para as escadas descritas na fotografia 3.

É o tal caminho que vai levar às escadas com as paredes cheias de exemplares da colecção de arte moderna do Joe Berardo. A escuridão parece dar um ar desolado ao lugar, mas não. É apenas para nos criar uma sensação de descida aos Infernos dantescos, mas com o intuito de nos decepcionar positivamente, à posteriori. Tal é assim feito, para criar no visitante a sensação que está a entrar num pardieiro idiota mundo mágico, um mundo brilhante negro, estranho e envolvente – o mundo do Ecotrampa Ecossistema da Damaia – Amadora.

Observamos apesar da distorção da imagem, porque eu, como fotografo, não consegui captar a verdadeira essência sou um asno a fotografar e estava muito sol, em todo o seu esplendor, as figurinhas da Bandeirinha da CE e da Bandeirinha deste grandioso país que dá pelo nome de Portugal.

Bem hajam, amigos europeus e Câmara Municipal da Amadora, por financiarem este tão necessário e ansiado ” Ecossistema Damaia- Amadora”.

Muito Obrigado. Quero beijá-los na boca de felicidade.

Informaram-me que este magnifico Ecossistema Damaia – Amadora aquela coisa cretina que ali está foi começada a construir em Julho de 2007.

Como a obra em questão é arrebatadora e essencial para o futuro deste país, literatura especializada descrevendo o caminho percorrido já saiu para os escaparates.

Recomendando este extraordinário livro cuja capa mostro aqui em baixo:

ECOSSITEMFORDUMMIES

Descreve-se como criar em todo o país semelhantes porcarias Ecossistemas e de como qualquer autarca para ser um corrupto incompetente vencedor, deverá optar por soluções semelhantes a bem da ecologia e do ambiente.

Existe também um capítulo muito importante dedicado ao suborno – saber o que um autarca tem a fazer para evitar que capitalistas e empresários gananciosos patos bravos de merda da construção civil, tentem impedir a construção de obras ecológicas e ambientalmente puras baseadas no desenvolvimento sustentado, como esta é, corrompendo autarcas.

E, por ultimo, mas não só, um capitulo ensinando os autarcas a melhor promoverem o turismo ecológico saudável na sua autarquia tendo como ponto de partida e “Case-Study” o sistema Ecológico de Damaia- Amadora.

Muito obrigado à Câmara Municipal da Amadora por ter autorizado a edificação deste complexo e moderno “Ecossistema Damaia Amadora”.

Distendo-me às arrecuas cheio de felicidade.

Anúncios

Written by dissidentex

24/01/2008 às 7:34

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: