DISSIDENTE-X

Posts Tagged ‘PORTUGAL

MIGUEL RELVAS CULPA OS MAIS VELHOS PELA EXISTÊNCIA DE DESEMPREGO (O CDS e o PSD tem que ir embora)

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - MIGUEL RELVAS - ETICA DESCARTAVEL

Ø

MIGUEL RELVAS - HÁ DEMASIADOS INSTALADOS E POR ISSO HÁ DESEMPREGO

Ø

Notícia da comunicação social , sobre a estupidez e a ignorancia que não tem limites, dia 18 de Fevereiro de 2013

Ø

MIGUEL RELVAS - LAPA AGARRADA A ROCHA

O milhão e meio de pessoas que estão neste momento desempregadas em portugal, não trabalham porque há instalados, explica-nos está luminária.

Supõe-se, perante as palavras desta coisa que é ministro, que quem está empregado deva suicidar-se, para favorecer a criação de emprego a quem não está empregado…

Ø

PEDRO PASSOS COELHO E MIGUEL RELVAS - PROPAGANDA

Written by dissidentex

20/02/2013 at 19:58

DA EMIGRAÇÃO

Ø

PEDRO PASSOS COELHO - ODIO AOS PORTUGUESES

Ø

De um ponto de vista social, a emigração portuguesa constitui a manifestação de uma forma de escravatura que subsiste ainda hoje.

De um ponto de vista ético, a emigração portuguesa significa a negação constante do direito mais elementar da pessoa: o direito à vida no próprio país.

De um ponto de vista político, a emigração portuguesa supõe a renúncia à revolta”.

in Portugal, a flor e a foice –  Novembro de 1975 – inédito em Português.
 
JOSE RENTES DE CARVALHO - EMIGRACAO
Retirado Daqui

DA TRAIÇÂO

Sendo que os traidores são aqueles que incentivam à emigração.

Written by dissidentex

28/01/2013 at 14:01

DIVÍDA PÚBLICA EM PERCENTAGEM DE PIB SEGUNDO DADOS DA COMISSÃO EUROPEIA

Ø

2012 EU government debt projections

Ø

Qualquer imbecil, consegue perceber que a dívida pública portuguesa tem que ser (1) reestruturada, (2) reescalonada, (3) diminuida, (4) os prazos de re-pagamento desta dívida aumentados na sua duração, (5) e os juros a pagar diminuidos para valores próximos dos 1% ou menor.

Só com uma dívida pública próxima dos 50% em percentagem de Pib se consegue funcionar.

Portugal está nos 123%, a caminho dos 130%.

O PURO MAL ESTÁ À SOLTA EM PORTUGAL

Ø

Eles representam o “Mal” na sua mais absoluta forma.

São o inimigo.

Nada neles é humano.

Não pertencem a esta nacionalidade.

São apátridas sem lei nem ordem, destituídos de moral, destituídos de princípios, destituídos de razão.

Mercenários violentos cujo único prazer consiste em destruir.

Possuem a mesma carga de maldade e os resíduos históricos do antigo mal que há 80 anos atrás deu origem às maiores tragédias que se abateram sobre a Europa e posteriormente sobre o mundo.

Tudo o que lhes falta em humanidade, sobra-lhes em fanatismo.

Eles representam o mal na sua mais absoluta forma.

Uma nova forma de mal, intensificada, padronizada, suavizada debaixo do manto da pseudo tecnocracia.

São demónios negros com coração negro, forjado nas fornalhas do mais profundo dos infernos; se o Inferno existir e não forem os outros…

A traição e a destruição são as suas armas.

Eles representam o mal na sua mais absoluta forma.

Ø

INIMIGO

Ø

O caminho para derrotar uma quadrilha de maldade é simples e claro.

Atacá-los onde quer que estejam, de todas as formas, maneiras e feitios possíveis, de noite e de dia, por ar, mar e terra, psicologicamente, socialmente, economicamente, telepaticamente, com todos ou só com um.

Serão derrotados. Já perderam!

E depois da derrota é necessário saltar em cima do pó em que estão transformados, para o continuar a combater, mesmo depois de morto.

Porque este é um adversário que regenera a sua maldade a cada geração.

Este é um adversário que é necessário confrontar em todos os terrenos.

Sem contemplações.

Sem hesitações.

Serão derrotados. Já perderam!

Este adversário é o inimigo.

Um inimigo ultra violento e capaz das maiores atrocidades.

Um inimigo que apenas retira prazer do sofrimento alheio.

Serão derrotados. Já perderam!

Written by dissidentex

13/12/2012 at 20:46

Publicado em O INIMIGO

Tagged with , , , ,

O PSD, MIGUEL MACEDO, AS PEDRADAS E A POLÍCIA PORTUGUESA EXTREMAMENTE INCOMPETENTE

Ø

Ø

Portugal tem uma polícia extremamente incompetente. Os próprios gostam de ser incompetentes.

Ø

Durante duas horas ?!?! permitiram que duas dezenas de pessoas os apedrejassem, durante um dia de greve geral (14 de Novembro de 2012) que tinha uma manifestação também programada para terminar em frente à Assembleia da República.

Ao fim de duas horas de apedrejamento, feito por duas dezenas de pessoas, iniciaram uma carga policial contra todos os outros manifestantes, permitindo assim que os apedrejadores pudessem escapar passar impunes (e isto foi tão conveniente para tantas pessoas especialmente para a própria polícia…)

Pelo meio, percebe-se que existem polícias à paisana dentro de manifestações que se recusam a prender apedrejadores  “externos” à própria manifestação”. (estão lá a fazer o quê, se se recusam a fazer o seu trabalho? )

Também se percebe que existem pessoas que são “agentes provocadores” colocados dentro de manifestações, para criarem confusão e justificarem a intimidação posterior;

assente em cargas policiais sem regras e que atingem quem está na manifestação e quem não está, recusa de direitos de representação legal a detidos, tentativa de humilhação dos detidos pós manifestação, entre outras.

Sobre tudo isto, sobre esta maneira odiosa e ridícula como a polícia portuguesa se deixa tratar (e trata os cidadãos que deveria proteger) só se deve nutrir o mais profundo desprezo.

A polícia portuguesa é desprovida de valores!

Não tem qualquer espírito de missão!

Gostam apenas de serem mandados ir até à categoria classificativa de  “apenas rinocerontes que gostam de bater…”

Permite que o poder político a humilhe, a desvirtue, lhe cague e mije em cima e  ainda por cima, a polícia portuguesa acha mesmo (até agora calaram-se como bons incompetentes que são, não falando publicamente sobre este assunto…) que “fez um bom trabalho” no dia 14 de Novembro de 2012. (Assim o dizem os comentadores encartados pseudo especialistas lambe botas da cor do governo…)

A estupidez incompetente da polícia portuguesa vai a este ponto.

Já está neste ponto.

Será que é por terem de ser obrigados a conviver com o ministro da administração interna?

Tão estúpida e incompetente é a polícia portuguesa que parece ser incapaz de perceber para onde está a ser levada e atraída…

Fica a dúvida: de que lado está quem dá ordens à polícia? Dos que querem que a contestação se torne violenta ou dos que defendem o direito à manifestação?

*nota: não aprecio particularmente o blog que citei, mas as perguntas tem razão de ser.

Se eu estiver num passeio de uma rua a ser assaltado, e no passeio da rua em frente estiverem polícias, já percebi!

Duas horas depois a polícia portuguesa aparece para prender os assaltantes.

Não os encontrando, faz uma carga policial sobre quem lá estiver…

e chama a isso” um trabalho bem feito…”

O PSD, MIGUEL RELVAS E A PROPAGANDA IMCOMPETENTE E O AUTO ELOGIO DISPARATADO

«Há dois meses Portugal e a Grécia estavam no mesmo comboio, dois meses depois já ninguém na Europa ou no mundo confunde Portugal com a Grécia. Nós estamos no caminho certo», referiu, à margem das jornadas parlamentares do PSD.

Miguel Relvas sublinhou que «hoje Portugal está noutro ritmo». É óbvio que o que se passa na Grécia nos preocupa a todos, aos países menores e maiores, com mais ou menos dificuldades na Europa, agora isso não pode nem vai ser inibição» para o rumo de reformas em Portugal, acrescentou.»

Ø

Miguel Relvas, aparentemente e só, ministro da propaganda, declarações à comunicação social, dia 12 de setembro de 2011.

Ø

Ø

Propaganda é um modo específico de apresentar informação sobre um produto, marca, empresa ou política que visa influenciar a atitude de uma audiência para uma causa, posição ou actuação.[1] Seu uso primário advém de contexto político, referindo-se geralmente aos esforços de persuasão patrocinados por governos e partidos políticos.

Ø

Nota: nem sequer ao descrito na definição da Wikipédia, o Relvas consegue chegar.

Wikipedia, Propaganda, acedido no dia 14 de setembro de 2011

Written by dissidentex

15/09/2011 at 19:11

PORTUGAL, PAÍS CUJO POVO RECUSOU A 5 DE JUNHO DE 2011, CONQUISTAR A SUA AUTONOMIA POLÍTICA

leave a comment »

“A primeira virtude de um povo que quer modificar o seu destino deve ser conhecer-se, para ser capaz de se modificar, e poder modificar as condições de vida que lhe impedem a conquista da autonomia política.”

” Como se definiu Salazar desde o primeiro momento? Como um ser superior que se digna a descer ao nível dos míseros humanos para os fazer beneficiar das suas luzes. É assim que ele se vê, e de acordo com isso procede. E, desde que desceu à terra, ele foi o professor caracteristicamente coimbrão: indiscutível. A sua palavra é «revelação». Por isso ele nunca foi capaz de resolver qualquer problema limitando-se a eliminá-los.”

“Que lição podemos tirar daqui, senão esta:que só apoiam realmente o regime aquelas forças que nunca apareceriam na cena política…mas estiveram sempre por detrás dela? Essas forças que beneficiaram com o chamado corporativismo, traduzido do italiano: aquelas forças que, no campo económico e financeiro, engordam enquanto o povo emagrece: o alto capital, a finança internacional. A igreja e o exército foram os seus instrumentos.”

Adolfo Casais Monteiro.

Anos 60 do século 20.

Written by dissidentex

06/06/2011 at 13:44